Abrir menu principal

Élio Eugênio Müller

(Redirecionado de Elio Eugênio Müller)
Elio Eugenio Müller
Conhecido(a) por Capelão MULLER
Nascimento 12 de novembro de 1944
Panambi
Morte 12 de março de 2016
Curitiba
Nacionalidade brasileiro
Ocupação pastor
Principais trabalhos chefia do Serviço de Assistência Religiosa do Exército - SAREX.
Prêmios Medalha do Pacificador
Empregador Exército Brasileiro
Cargo Capelão
Serviço militar
Patente Coronel
Religião Luterano
Página oficial
http://www.freewebs.com/servirvirtual/

Elio Eugenio Müller (Panambi, 12 de novembro de 1944Curitiba, 12 de março de 2016) foi um pastor e militar brasileiro. Foi o primeiro protestante que chegou à chefia do Serviço de Assistência Religiosa (SAREx) no Exército Brasileiro, em Brasília, no ano de 1998. Era filho de Athur Theodoro Müller e de Hilda Müller.

O cargo de capelão-chefe, ao longo da história do Brasil, desde o tempo do Império sempre fora exercido por padres católicos, desde os tempos que o catolicismo era a religião oficial do Brasil e Elio colocou fim nesta hegemonia.

Elio Eugenio Müller foi capelão militar e coronel da reserva do Exército Brasileiro. Era formado em Teologia, nível superior, pela Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) e atuou como capelão militar nos seguintes comandos militares: 5ª Região Militar (Curitiba-PR) de 1983 a 1994; Comando Militar do Nordeste (Recife-PE) de 1994 a 1998 e chefia do SAREX (Brasília - DF), de 1998 a 1999.

Ao longo de sua vida no exercício da pastoral militar, distinguiu-se, sempre, por uma postura ecumênica e fraterna. Lutou em favor da aproximação dos diferentes credos religiosos, para uma busca de entrosamento e ação conjunta. Essa postura ecumênica foi incentivada e fortalecida pelos diferentes chefes militares, sob o comando dos quais capelão Müller chegou a servir. Isso foi um indicador de que os Comandantes Militares mostraram interesse nessa aproximação fraterna e cristã entre os diferentes credos, presentes nos quartéis.

Antes do ingresso no quadro de capelães militares do Serviço de Assistência Religiosa do Exército (SAREx), o pastor Elio Müller foi pároco em diversas paróquias da IECLB, começando em Itati, no atendimento ao litoral norte do Rio Grande do Sul, de Osório até Torres (de 1969 até 1975), pastor em Sobradinho – RS (de 1975 a 1976) e, pastor em Novo Hamburgo - RS (de 1976 a 1983).

Casou em 1970 com Doris Voges Bobsin, uma descendente do patriarca Carlos Leopoldo Voges, um dos pioneiros que, em 1826, iniciaram a Colônia de Três Forquilhas, situada no litoral norte do Rio Grande do Sul.

Obras literáriasEditar

  • Três Forquilhas - 1826 - 1899, Fase de Formação da Colônia. Fonte, Gráfica e Editora - Curitiba, PR, 1992.
  • Três Forquilhas. O Livro que Padre Benini Quis Escrever. Livreto Popular n° 01. Italprint Gráfica e Editora, Curitiba - PR, 1992.
  • Três Forquilhas - 1900 - 1949, Tempos de República. Italprint Gráfica e Editora, Curitiba - PR, 1993.
  • Gente de Dois Mundos. 25 Anos da Colônia Japonesa de Itati. Livreto Popular nº 02. Italprint, Gráfica e Editora, Curitiba - PR, 1993.
  • Missionárias na Solidão de Três Forquilhas. As Irmãs Escolares de Nossa Senhora. Livreto Popular n° 03. Italprint, Gráfica e Editora Ltda. Curitiba - PR, 1994.
  • Uma Gravata Vermelha Pro Padre. Um Episódio do Cerco da Lapa. Folheto Popular nº 04. Italprint, editora e Gráfica Ltda. Curitiba - PR, 1994.
  • Afrodescendentes da Colônia Alemã de Três Forquilhas. Revista de Estudos Teológicos da Escola Superior de Teologia - Vol 41, nº 02 - São Leopoldo - RS, 2001.
  • Município de Itati. Monografia publicada na Enciclopédia dos Municípios, da Academia de Letras dos Municípios do Rio Grande do Sul - ALMURS, Porto Alegre - RS, 2006.
  • Vae Victoribus. Tramas, traições e armações no mundo da política. A Tomada de Conceição do Arroio. No livro Meu Município Fonte de Inspiração, páginas 61 a 69. Edições Caravelas, Porto Alegre - RS, 2007.
  • De Pés e a Ferros. O Início da Colonização Alemã no Vale do Rio Três Forquilhas. Coleção Memórias da Figueira, Volume I, Editora AVBL, São Paulo - SP, 2009.
  • Sangue de Inocentes. Episódios da Guerra dos Farrapos. Coleção Memórias da Figueira, Volume II. Editora AVBL, São Paulo - SP, 2009.
  • Dos Bugres aos Pretos. A Tragédia de Duas Raças. Coleção Memórias da Figueira, Volume III. Editora AVBL, São Paulo - SP, 2009.
  • Amores da Guerra. Histórias da Guerra do Paraguai. Coleção Memórias da Figueira, Volume IV. Editora AVBL, São Paulo - SP, 2010.
  • Face Morena. A Miscigenação Cultural e Étnica na Colônia Alemã de Três Forquilhas. Coleção Memórias da Figueira, Volume V. Editora AVBL, São Paulo - SP, 2011.
  • Os Peleadores. Episódios da Revolução Federalista no Rio Grande do Sul. Coleção Memórias da Figueira, Volume VI.
  • E a Vida Continua. O drama humano diante de violência, da enchente e do flagelo da cólera. Coleção Memórias da Figueira, Volume VII.

Referências

BibliografiaEditar

  • A História da Imigração no Brasil - Volume 2 - Academia Brasileira de História, Cultura, Genealogia e Heráldica - Página 357 - Graphset Gráfica e Editora Ltda, São Paulo - SP.