Elizabeth Bear

autora americana que trabalha principalmente nos gêneros de ficção especulativa e ficção científica
Elizabeth Bear
Elizabeth na Eurocon em Estocolmo 2011
Nome completo Sarah Bear Elizabeth Wishnevsky
Nascimento 22 de setembro de 1971 (48 anos)
Hartford  Estados Unidos
Nacionalidade norte-americana
Alma mater Universidade de Connecticut
Principais trabalhos Hammered
Prêmios John W. Cambell Award para Melhor Novo Escritor (2005)
Locus Award para Melhor Primeiro Romance (2006)
Prêmio Hugo de Melhor Conto (2008)
Prêmio Hugo de Melhor Noveleta (2009)
Gênero literário Ficção especulativa, Ficção científica
Página oficial
elizabethbear.com

Sarah Bear Elizabeth Wishnevsky mais conhecida por assinar apenas como Elizabeth Bear (Hartford, 22 de setembro de 1971) é uma autora americana que trabalha principalmente nos gêneros de ficção especulativa e ficção científica. Não possui livros publicado em português.

Vida e carreiraEditar

Bear é de ascendência ucraniana e sueca;[1] alguns de seus antepassados afirmam descender dos viquingues.

Uma nativa de Hartford, Connecticut, ela tem sido uma profissional da indústria de mídia. Trabalhou em estábulos, repórter, uma cuidadora de manuais de procedimentos de microbiologia para um hospital do centro da cidade, editora de tipografia e layout, gerente de tráfego para negócios de importação e exportação, e a menina que fez donuts no The Whole Donut, às três da manhã.

Ela vivia em Las Vegas, Nevada por um tempo (o cenário para os contos "One-Eyed Jack and the Suicide King", "Follow Me Light", e "This Tragic Glass"), mas ela voltou para Connecticut em janeiro de 2006 .

Em 2008, ela doou seu arquivo para o departamento de Livros Raros e Coleções Especiais para Universidade de Northern Illinois.[2]

LiteraturaEditar

Seu primeiro romance, Hammered, foi publicado em janeiro de 2005 e foi seguido por Scardown em julho e Worldwired em novembro do mesmo ano. A trilogia apresenta a canadense Jenny Casey, subtenente, que também é a personagem principal do conto "Gone to Flowers". Hammered ganhou o Prêmio Locus de melhor primeiro romance em 2006.

The Chains That You Refuse, uma coleção de contos de ficção, foi publicado em maio de 2006 por Night Shade Books. Blood and Iron, o primeiro livro da série de fantasia intitulada "The Promethean Age", foi lançado em 27 de junho de 2006. Ela também é coautora da web série em curso Shadow Unit.

Ela é instrutora no workshop de escrita: Viable Paradise e tem ensinado no: Clarion West Writers Workshop.

A citação de abertura no episódio de Criminal Minds "Lauren" (6.18) foi uma citação direta das segunda e terceira linhas do livro de Elizabeth, Seven for a Secret: "O segredo para a mentira é acreditar com todo seu coração, isto vale para mentir pra si mesmo, ainda mais do que mentir para o outro."

PrêmiosEditar

Ela ganhou o prêmio John W. Campbell para Melhor Novo Escritor em 2005, o Prêmio Hugo de Melhor Conto por "Tideline" em 2008, e o Hugo 2009 de Melhor Noveleta para "Shoggoths em Bloom."[3] Ela faz parte de um grupo de cinco escritores que passaram a ganhar vários Hugo depois de ganhar o John W. Campbell de Melhor Novo Escritor, sendo os outros CJ Cherryh, Orson Scott Card, Spider Robinson, e Ted Chiang.

Ela participa regularmente do podcast: SF Squeecast, que ganhou em 2012 e 2013 o Prêmio Hugo para "Melhor Fancast."[4]

Obras (Parcial)Editar

The Jenny Casey trilogyEditar

  1. Hammered (2005)
  2. Scardown (2005)
  3. Worldwired (2005)

The Iskryne series (com Sarah Monette)Editar

  1. A Companion to Wolves (2007)
  2. The Tempering of Men (2011)
  3. An Apprentice to Elves (2015)

Eternal Sky TrilogyEditar

  1. Range of Ghosts (2012)
  2. Shattered Pillars (2013)
  3. Steles of the Sky (2014)

Referências

  1. "Transcript of the Absolute Write chat with writer Elizabeth Bear. March 17, 2009" Arquivado em 9 de agosto de 2011, no Wayback Machine.. www.absolutewrite.com. 2011-05-0
  2. «Elizabeth Bear Papers, 2005- 2011 | Northern Illinois University». archon.lib.niu.edu. Consultado em 9 de setembro de 2016 
  3. "2009 Hugo Awards" Arquivado em 26 de março de 2009, no Wayback Machine.. www.locusmag.com. 2009-08-09.
  4. «Award Bibliography: Elizabeth Bear». www.isfdb.org. Consultado em 9 de setembro de 2016