Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Se procura por outros significados de Elvira Madigan, veja Elvira Madigan (desambiguação).
Elvira Madigan.

Hedvig Antoinette Isabella Eleonore Jensen (Dinamarca 4 de dezembro de 1867Tåsinge, 19 de julho de 1889), conhecida artisticamente por Elvira Madigan. Foi uma funambulista circense dinamarquesa. Durante uma digressão pela Escânia, no sul da Suécia, Elvira conheceu o conde Sixten Sparre, tenente da armada sueca.[1]

Sixten Sparre

Sparre e Jensen tiveram um romance clandestino, pois Sparre era casado e tinha dois filhos. Sparre abandonou o exército contrariando todas as normas sociais e éticas da época, e o romance foi mantido secreto durante três anos.

Em julho de 1889, o casal fugiu para a Dinamarca, onde ficou por cerca de duas semanas. Quando se lhes acabaram o dinheiro e todos os recursos, tomaram um cesto com alguns alimentos e foram para os bosques da ilha Tåsinge. Fizeram uma última refeição, após o que Sparre matou Jensen e se matou, utilizando a sua própria arma de serviço. Jensen tinha 21 anos e Sparre 35.

Permanência da históriaEditar

Muitos compositores e escritores se sentiram inspirados por esta história de amor. Foram também feitas em cinema várias versões da história de amor desta artista, sendo a mais conhecida a de 1967 Elvira Madigan, filme dirigido por Bo Widerberg. Neste filme a banda sonora inclui o Andante do Concerto para piano nº 21 (K 467) de Mozart, informalmente apelidado de "Elvira Madigan". Há indícios de que será feito um remake do filme no ano de 2015.

Referências

  1. Miranda, Ulrika Junker; Anne Hallberg (2007). «Elvira Madigan». Bonniers uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag. p. 222. 1143 páginas. ISBN 91-0-011462-6 

Ligações externasEditar