Emily Temple-Wood

Wikipedista americana

Emily Temple-Wood (Chicago, 24 de maio de 1994)[1] é uma editora da Wikipédia americana, que utiliza o nome de usuário Keilana no site. Ela é conhecida por seus esforços para combater os efeitos e as causas de viés de gênero na Wikipédia, principalmente por meio da criação de artigos sobre as mulheres na ciência. Recebeu o prêmio de Wikimedista do Ano, por Jimmy Wales, na Wikimania em 24 de junho de 2016.

Emily Temple-Wood
Temple-Wood em 2015
Pseudônimo(s) Keilana
Conhecido(a) por Criar artigos na Wikipédia sobre mulheres cientistas
Nascimento 24 de maio de 1994 (27 anos)
Chicago, Illinois
Nacionalidade Estados Unidos
Prêmios Wikimedista do Ano (2016)

Início da vidaEditar

Filha de Laura Temple e Andrew Wood, Emily estudou na escola Avery Coonley School em Downers Grove, Illinois.[2] Um artigo de 2017 da revista Wired a descreveu como "o tipo de aluna que se recusava a defender o Juramento à bandeira americana, porque pensava que a ideia de fazer com que as crianças proclamassem um juramento de lealdade era bizarro".[3] Ela ganhou o a edição de 2008 do concurso de soletração do Condado de DuPage.[4] Esta vitória levou a participar no concurso nacional de soletração Scripps National Spelling Bee no mesmo ano,[5] onde ela avançou até as quartas de final[6][7] e terminou em 46º lugar. Após a competição, em junho de 2008, ela foi homenageada pelo então vice-governador de Illinois, Pat Quinn, junto com os outros campeões regionais de soletração.[8] Ela passou a frequentar a escola Downers Grove North High School, onde ela era um membro da equipe de debates. Sua equipe ganhou quatro medalhas, sendo uma delas de 1° lugar, conquistada no encontro estadual da Associação de Ensino Médio de Illinois em Peoria, no ano de 2011.[9] Em seu último ano no ensino médio, em 2012, fez parte dos "2% melhores alunos".[10] Em Maio de 2016, graduou-se na Universidade de Loyola, em Chicago , com formação em biologia molecular e estudos árabes e Islâmicos. Ela começou a faculdade de medicina de Chicago e Universidade do Centro-oeste no outono de 2016.[11][12]

Trabalho na Wikipédia sobre as mulheres na ciênciaEditar

Vídeo de Temple-Wood expressando o motivo dela achar que mais mulheres deveriam editar, e serem representadas, na Wikipédia

Temple-Wood recebeu cobertura da imprensa americana pela criação de artigos da Wikipédia sobre mulheres cientistas, bem como seu ativismo para aumentar a representação delas na Wikipédia. Ela fez sua primeira edição na Wikipédia em 2005, com 10 anos, quando ela criou um artigo  xingando sua irmã. O artigo foi deletado quase que imediatamente.[13] Ela começou a contribuir para o site quando ela tinha 12 anos,[14] e ainda com 12 anos ela foi hostilizada na internet, como retalição a suas contribuições à Wikipédia.[15] Ela começou seus esforços no que diz respeito às mulheres cientistas, quando ela estava no ensino fundamental.[16] Em 2007, ela tornou-se um administrador na Wikipédia, e em 2018 foi também membro do Comitê de Arbitragem.[17] Ela co-fundou a projeto Wikipédia WikiProject Mulheres Cientistas em 2012;[18] desde então, ela tem escrito centenas de páginas da Wikipédia sobre os cientistas do sexo feminino.[19] Editando sob o nome de usuário "Keliani",[20] ela começou a criar tais artigos quando notou que poucas mulheres que eram membros da Royal Society tinham páginas na Wikipédia. Ela disse à Wikimedia Foundation que quando percebeu isso, ela ficou irritada e escreveu um artigo aquela noite. "Eu literalmente sentei no corredor do dormitório até as 2 horas da manhã escrevendo o [meu] primeiro artigo sobre as mulheres na ciência."[21][22] O artigo do qual ela mais se orgulha é sobre Rosalyn Scott, a primeira mulher afro-americana a se tornar uma cirurgiã torácica.[23]

Entrevista de 2013

Temple-Wood também tem organizado editatonas em museus e bibliotecas, com o objetivo de aumentar a representação das mulheres cientistas na Wikipédia.[24] Em outubro de 2015, ela disse à revista The Atlantic que ela tinha identificado 4.400 mulheres cientistas que não têm artigos na Wikipédia sobre elas, embora cada uma delas fosse notável o suficiente para ser coberta por um.[25] Em Março de 2016, ela ganhou a atenção da mídia internacional por causa de sua abordagem inovadora para o assédio sexual online que havia recebido: para cada e-mail que recebeu, ela planeja criar um artigo na Wikipédia sobre uma mulher cientista.[26][27][28][29] Nesse mesmo mês, ela disse ao BuzzFeed Notícias que, com relação a ela fazer isso, "Minha motivação é canalizar a frustração que eu sinto de ser incomodada em algo produtivo."[30] Em Maio de 2016, disse à revista The Fader que "Como uma Wikipedista, a minha resposta natural ao ver uma lacuna na cobertura [de artigos] é iniciar um projeto, e foi isso que eu fiz com o projeto Mulheres Cientistas. A narrativa da história, tem sido dominado por homens, e certificando-se de que biografias de mulheres estão incluídas na Wikipédia pode ser a nossa forma de incluir as mulheres de volta para essa narrativa."[31]

CargosEditar

Temple-Wood é vice-presidente da Wikimedia DC, a repartição da Wikimedia Foundation na área do Distrito de Columbia, bem como um membro de seu conselho de administração.[32] Ela também é membra do conselho de administração da Wiki Project Med Foundation,[33] e um Wikipedista em Residência no Instituto Nacional para Segurança e Saúde Ocupacional.[34]

O Efeito KelianiEditar

Um artigo, "Interpolating Quality Dynamics in Wikipedia and Demonstrating the Keilana Effect", sobre um fenômeno nomeado em homenagem a Temple-Wood, foi apresentado em 2017 por Aaron Halfaker no OpenSym, o Simpósio Internacional de Colaboração Aberta.[35][36]

ArtigosEditar

Veja tambémEditar

Referências

  1. «Emily (User:Keilana)». Twitter. Consultado em 24 de Abril de 2016 
  2. Wamble, Michael (23 de fevereiro de 2016). «Three Kids Outwit, Outlast and Outspell Opponents». Daily Herald. Consultado em 15 de março de 2016 
  3. McMillen, Andrew (6 de fevereiro de 2017). «One Woman's Brilliant "Fuck You" to Wikipedia Trolls». WIRED (em inglês). Consultado em 6 de agosto de 2017 
  4. McKendrick, Eva (4 de março de 2008). «13-year-old going to National Spelling Bee». Naperville Sun. Consultado em 15 de março de 2016. Arquivado do original em 5 de maio de 2016 
  5. «Could You Use it in a Sentence, Please?». ABC 7. 28 de maio de 2008 
  6. Mathie, Frank (2 de junho de 2008). «8th-grade spellers represent Chicago area». ABC 7. Consultado em 15 de março de 2016 
  7. (30-05-2008). National Spelling Bee (Image), Houston Chronicle ("Emily Temple-Wood, 14, of Downers Grove, Ill., celebrates making it through the second round.")
  8. «Avery Coonley Students Honored by Lieutenant Governor Pat Quinn». Avery Coonley School. 22 de setembro de 2008. Consultado em 9 de outubro de 2016. In June, Temple-Wood was recognized along with the other regional champions in a ceremony with Lieutenant Governor Pat Quinn at the Abraham Lincoln Presidential Library in Springfield. 
  9. District 99 (23 de fevereiro de 2011). «Speech Team at North High School in Downers Grove Places Eighth, Receives Four State Medals». TribLocal. Chicago Tribune 
  10. Sersland, Melissa (4 de maio de 2012). «10 Seniors Named to Downers Grove North's Top Two Percent». Patch.com 
  11. Avenant, Michelle (30 de março de 2016). «Wikipedian writes woman scientist's biography whenever she is harassed». ITWeb. Consultado em 31 de março de 2016 
  12. Sayo, Charlene (26 de maio de 2016). «Emily Temple-Wood: 'If her name survived this long, that's a huge indicator of her importance.'». Rabble.ca. Consultado em 24 de junho de 2016 
  13. Hussain, Netha (4 de janeiro de 2014). «Countering the Systemic Bias on Wikipedia: An Interview With Emily Temple-Wood». The Huffington Post 
  14. Sanghani, Radhika (14 de março de 2016). «Student praised for tackling 'sexist Wikipedia' by creating page for female scientist every time she's trolled». The Daily Telegraph. Consultado em 24 de março de 2016 
  15. Simmons, Andy (3 de janeiro de 2017). «This Victim of Cyber-Bullying Is Confronting Misogynists in the Coolest Way». Reader's Digest. Consultado em 21 de janeiro de 2017 
  16. Huang, Keira (11 de agosto de 2013). «Wikipedia fails to bridge gender gap». South China Morning Post. Consultado em 11 de março de 2016 
  17. Vitulli, Marie A. (30 de outubro de 2017). «Writing Women in Mathematics into Wikipedia». arXiv:1710.11103  [math.HO] 
  18. Akst, Jef (10 de março de 2016). «Student Fights Harassment with Wikipedia». The Scientist. Consultado em 10 de março de 2016 
  19. Lee, Newton (2016). Google It: Total Information Awareness. Springer Science+Business Media. [S.l.: s.n.] p. 87. ISBN 9781493964154 
  20. Sherriff, Lucy (14 de março de 2016). «Student Emily Temple-Wood Writes A New 'Women In Science' Wikipedia Entry Every Time She's Harassed». The Huffington Post. Consultado em 7 de abril de 2016 
  21. Lutkin, Aimee (10 de março de 2016). «A Biologist Is Writing a Wikipedia Article About a Woman Scientist For Every Harassing Email She Gets». Jezebel. Consultado em 10 de março de 2016 
  22. Chang, Rita (11 de outubro de 2013). «Emily Temple-Wood: A cool Wikipedian on a big mission». Blog.wikimedia.org. Consultado em 13 de março de 2016 
  23. «Female scientist fights harassment with Wikipedia». BBC. 14 de março de 2016. Consultado em 22 de março de 2016 
  24. Cohen, Noam (19 de março de 2014). «Warming Up to the Culture of Wikipedia». The New York Times. Consultado em 10 de março de 2016 
  25. Paling, Emma (21 de outubro de 2015). «Wikipedia's Hostility to Women». The Atlantic. Consultado em 10 de março de 2016 
  26. Gibson, Caitlin (11 de março de 2016). «How one young female scientist decided to cope with online harassment». The Washington Post (em inglês). Consultado em 14 de março de 2016 
  27. Mosbergen, Dominique (10 de março de 2016). «For Every Sexist Email She Gets, This College Student Will Pen a Wikipedia Entry About a Woman Scientist». The Huffington Post. Consultado em 10 de março de 2016 
  28. El Asri, Lucía (9 de março de 2016). «Esta 'wikipedista' está poniendo a las científicas en el lugar que se merecen». eldiario.es (em Spanish). Consultado em 11 de março de 2016 
  29. Winkel, Sarah (10 de março de 2016). «Pour chaque mail sexiste reçu, elle crée la page Wikipédia d'une scientifique». 7sur7 (em French). Persgroep Digital. Consultado em 11 de março de 2016 
  30. Oakes, Kelly (10 de março de 2016). «This Student Adds A Woman In Science To Wikipedia Every Time She's Harassed Online». BuzzFeed. Consultado em 14 de março de 2016 
  31. Cliff, Aimee (26 de maio de 2016). «These Innovators Are Making Tech Better For Everyone». The Fader. Consultado em 20 de abril de 2017 
  32. «Board of Directors». Wikimedia DC. Consultado em 18 de março de 2016 
  33. «Board members». Wiki Project Med Foundation. Consultado em 18 de março de 2016 
  34. Temple-Wood, Emily (19 de maio de 2015). «A Wikipedian-in-Residence and the US government join forces to share knowledge on occupational safety and health». Wikimedia Blog. Consultado em 10 de março de 2016 
  35. Halfaker, Aaron. «Interpolating Quality Dynamics in Wikipedia and Demonstrating the Keilana Effect» (PDF). Consultado em 13 de agosto de 2017 
  36. The Royal Society of Chemistry (18 de agosto de 2017). «Improving gender balance on Wikipedia». www.rsc.org (em inglês). Consultado em 28 de agosto de 2017 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Emily Temple-Wood