Abrir menu principal

Emmanuel Danilo Clementino Silva

futebolista brasileiro

Emmanuel Danilo Clementino Silva mais conhecido como Danilo ou ainda por Danilo Clementino, (Caruaru, (PE), 5 de março de 1982), é um futebolista brasileiro naturalizado guinéu-equatoriano que joga como goleiro.

Danilo Clementino
Informações pessoais
Nome completo Emmanuel Danilo Clementino Silva
Data de nasc. 5 de março de 1982 (37 anos)
Local de nasc. Caruaru, (PE), Brasil
Nacionalidade brasileiro e guinéu-equatoriano
Altura 1,84 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Desportiva Guarabira
Posição Goleiro
Clubes de juventude
1997
1998–1999
Goytacaz
Sport
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1999–2005
2004
2005–2006
2006–2007
2008
2008
2008–2009
2009–2010
2010
2010
2011
2011
2011
2012
2012
2013
2013–2015
2015–2017
2017–
Sport
Campinense (emp.)
ASA
Nacional de Patos
Porto
Sergipe
Porto
Araripina
Corintians de Caicó
Timbaúba
Cabense
Serra Talhada
Salgueiro
América-PE
Treze
Serra Talhada
Alecrim
Globo FC

Desportiva Guarabira

0 (0)






30 (0)

1 (0)
17 (0)
5 (0)
2 (0)

12 (0)


Seleção nacional
2006–2013 Guiné Equatorial 19 (0)

Índice

CarreiraEditar

Profissionalizou-se no Sport, integrando o elenco principal entre 1999 e 2005, mas jogou apenas uma partida oficial pelo "Leão da Ilha", que o emprestou ao Campinense, onde seria campeão paraibano em 2004[1].

Durante a maior parte da carreira, Danilo atuou em clubes pernambucanos: Porto (duas passagens), Araripina (2009-10), Timbaúba (2010), Cabense (2011), Serra Talhada (duas passagens), Salgueiro (2011) e América-PE (2012). Fora do estado, defenderia, além do Campinense, ASA (2005), Nacional de Patos (2006-07), Sergipe (2008), Corintians de Caicó (2010), Treze (2012) e Alecrim (2013-15). Sua atual equipe é o Globo FC, a terceira equipe potiguar em sua carreira.

Seleção da Guiné EquatorialEditar

Em 2006, Danilo fez sua estreia pela Guiné Equatorial, pela qual se naturalizou no mesmo ano, graças a um pedido de Ruslan Obiang, filho do presidente Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, ao treinador Antônio Dumas, para que este convocasse jogadores brasileiros para defender a Nzalang Nacional.

Até 2013, foram 19 partidas disputadas, com destaque para a Copa Africana de Nações de 2012, a primeira disputada pelo país, que avançou às quartas-de-final, mas foi eliminado após derrota por 3 a 0 frente à Costa do Marfim. Danilo, entretanto, roubou a cena ao defender uma cobrança de pênalti de Didier Drogba.

Preterido pelo espanhol Andoni Goikoetxea, o goleiro não é convocado para a seleção desde 2013, ficando inclusive de fora da CAN 2015, já sob o comando do argentino Esteban Becker.

À beira da morteEditar

Em maio de 2014, Danilo levou um susto: após uma sequência de jogos pelo Alecrim, o goleiro sentiu-se mal e foi internado no Hospital Giselda Trigueiro, em Natal. Uma suspeita de dengue chegou a ser diagnosticada, mas o jogador havia contraído malária cerebral, uma variante mais grave da doença. Os médicos disseram que ele teria 99% de chances de morrer, mas, contrariando a todos, Danilo se recuperou e retomou a carreira[2]. Um ano antes, o goleiro, o zagueiro/volante Claudiney Rincón (falecido em julho de 2013) e o meia Dio haviam contraído malária.

TítulosEditar

Referências

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Emmanuel Danilo Clementino Silva
   Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.