Abrir menu principal

Emmanuel Danilo Clementino Silva

futebolista brasileiro

Emmanuel Danilo Clementino Silva mais conhecido como Danilo ou ainda por Danilo Clementino, (Caruaru, (PE), 5 de março de 1982), é um futebolista brasileiro naturalizado guinéu-equatoriano que joga como goleiro.

Danilo Clementino
Informações pessoais
Nome completo Emmanuel Danilo Clementino Silva
Data de nasc. 5 de março de 1982 (37 anos)
Local de nasc. Caruaru, (PE), Brasil
Nacionalidade brasileiro e guinéu-equatoriano
Altura 1,84 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Desportiva Guarabira
Posição Goleiro
Clubes de juventude
1997
1998–1999
Goytacaz
Sport
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1999–2005
2004
2005–2006
2006–2007
2008
2008
2008–2009
2009–2010
2010
2010
2011
2011
2011
2012
2012
2013
2013–2015
2015–2017
2017–
Sport
Campinense (emp.)
ASA
Nacional de Patos
Porto-PE
Sergipe
Porto-PE
Araripina
Corintians de Caicó
Timbaúba
Cabense
Serra Talhada
Salgueiro
América-PE
Treze
Serra Talhada
Alecrim
Globo FC

Desportiva Guarabira

0 (0)






30 (0)

1 (0)
17 (0)
5 (0)
2 (0)

12 (0)


Seleção nacional
2006–2013 Guiné Equatorial 19 (0)

Índice

CarreiraEditar

Profissionalizou-se no Sport, integrando o elenco principal entre 1999 e 2005, mas jogou apenas uma partida oficial pelo "Leão da Ilha", que o emprestou ao Campinense, onde seria campeão paraibano em 2004[1].

Durante a maior parte da carreira, Danilo atuou em clubes pernambucanos: Porto-PE (duas passagens), Araripina (2009-10), Timbaúba (2010), Cabense (2011), Serra Talhada (duas passagens), Salgueiro (2011) e América-PE (2012). Fora do estado, defenderia, além do Campinense, ASA (2005), Nacional de Patos (2006-07), Sergipe (2008), Corintians de Caicó (2010), Treze (2012) e Alecrim (2013-15). Sua atual equipe é o Globo FC, a terceira equipe potiguar em sua carreira.

Seleção da Guiné EquatorialEditar

Em 2006, Danilo fez sua estreia pela Guiné Equatorial, pela qual se naturalizou no mesmo ano, graças a um pedido de Ruslan Obiang, filho do presidente Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, ao treinador Antônio Dumas, para que este convocasse jogadores brasileiros para defender a Nzalang Nacional.

Até 2013, foram 19 partidas disputadas, com destaque para a Copa Africana de Nações de 2012, a primeira disputada pelo país, que avançou às quartas-de-final, mas foi eliminado após derrota por 3 a 0 frente à Costa do Marfim. Danilo, entretanto, roubou a cena ao defender uma cobrança de pênalti de Didier Drogba.

Preterido pelo espanhol Andoni Goikoetxea, o goleiro não é convocado para a seleção desde 2013, ficando inclusive de fora da CAN 2015, já sob o comando do argentino Esteban Becker.

À beira da morteEditar

Em maio de 2014, Danilo levou um susto: após uma sequência de jogos pelo Alecrim, o goleiro sentiu-se mal e foi internado no Hospital Giselda Trigueiro, em Natal. Uma suspeita de dengue chegou a ser diagnosticada, mas o jogador havia contraído malária cerebral, uma variante mais grave da doença. Os médicos disseram que ele teria 99% de chances de morrer, mas, contrariando a todos, Danilo se recuperou e retomou a carreira[2]. Um ano antes, o goleiro, o zagueiro/volante Claudiney Rincón (falecido em julho de 2013) e o meia Dio haviam contraído malária.

TítulosEditar

Referências

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Emmanuel Danilo Clementino Silva
   Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.