Emmanuel Tremellius

Emmanuel Tremellius
Nascimento 1510
Ferrara
Morte 9 de outubro de 1580 (70 anos)
Sedan
Alma mater Universidade de Pádua
Ocupação tradutor, teólogo, professor universitário, tradutor da Bíblia
Empregador Universidade de Heidelberg, Universidade de Cambridge
Religião Protestantismo

Johannes Immanuel Tremellius (1510-1580) (sinonímia: Giovanni Emmanuele Tremellio, Emmanuel Tremellius) (Ferrara, em 1510 -Sedan, no dia 9 de outubro de 1580 foi um hebraísta e tradutor da Bíblia italiano.

VidaEditar

Nasceu em Ferrara, e foi educado na Universidade de Pádua. Por volta de 1540 converteu-se à fé católica por influência do cardeal Reginald Pole, mas abraçou o Protestantismo no ano seguinte, e foi para Estrasburgo para ensinar hebraico.

Devido à Guerra de Esmalcalda[1] na Alemanha ele foi compelido a buscar asilo na Inglaterra, onde passou a residir no Palácio de Lambeth com o Arcebispo Cranmer em 1547. Nessa época ele deu aulas de hebraico na Universidade de Cambridge. Em 1549 ele sucedeu Paulus Fagius (1504-1549) como Regius professor de Hebraico em Cambridge.

Por ocasião da morte de Eduardo VI da Inglaterra ele voltou para a Alemanha em 1553. Na cidade de Zweibrücken foi preso como Calvinista[2]. Tornou-se professor de estudos bíblicos da Universidade de Heidelberg em 1561, e permaneceu lá até ser liberado de seu posto em 1577. Por fim, encontrou refúgio no Colégio de Sedan[3], onde passou seus últimos anos.

Tremellius traduziu o Antigo Testamento diretamente do hebraico, renovando assim a versão tradicional da Vulgata. Sua conversão para o Protestantismo se deu por influência de Pietro Martire Vermigli[4] que lhe fez conhecer o pensamento de João Calvino.

ObrasEditar

A sua principal obra literária foi a tradução latina da Bíblia a partir do hebraico e do siríaco. A tradução do Novo Testamento apareceu em Genebra, no ano de 1569. As cinco partes relativas ao Velho Testamento foram publicadas em Frankfurt entre 1575 e 1579, em Londres em 1580 e em inúmeras outras edições posteriores. A obra foi associada à tradução de Franciscus Junius, O Velho, que era seu genro. Esta tradução era muito apreciada por John Milton[5]. Ela foi usada por John Donne para a sua versão do Livro das Lamentações.

Tremellius também traduziu O Catecismo de Genebra de João Calvino para o hebraico (Paris, 1551), e também é autor de uma gramática caldaica e siríaca (Paris, 1569).

Referências ExternasEditar

  1. Guerra de Esmalcalda
  2. Jewish Encyclopedia
  3. Academia de Sedan
  4. Vida de Pietro Martire Vermigli
  5. William B. Hunter, John T. Shawcross (editors), Milton Encyclopedia (1981), p. 88.