Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Se procura da orquídea de mesmo nome, veja Empusa (orquídea).

Na mitologia grega, Empusa é um dos espectros de Hécate, deusa dos caminhos. Acreditava-se que Hécate vagava à noite pela terra, acompanhada por seu séquito de espectros, vista somente pelos cães, cujos latidos indicavam sua aproximação.Tinham garras afiadas, eram mistura de mulher, cabelos em chamas vivas, e tinham patas desproporcionais ao seu corpo, um das patas de burro e a outra de bronze.

Há quem diga que as Empusas são filhas de Hécate e Mormo. Espíritos tão perversos e demoníacos que saíram da caixa de Pandora junto de todos os males para assustar a humanidade. Os demônios funcionavam como soldados de Hécate, sendo enviadas para resolver "missões especiais". Seu modo de agir era simples e prático, com sua forma metamorfoseada, enganava suas vitimas também com sua voz convincentemente magica.

De acordo com Pierre Grimal, a Empusa podia metamorfosear-se em uma jovem bela a fim de atrair suas vítimas e assim se alimentar. Ainda segundo o autor, ela pertence ao Mundo Subterrâneo e habita as noites de terrores. Pode aparecer às mulheres e crianças sob diversas formas para assustá-las.

Elas também podem ter inspirado a lenda sobre os vampiros, uma vez que se alimentavam de humanos (mais precisamente jovens que eram atraídos para suas camas) com suas presas que se prolongavam de seus caninos.

ReferênciasEditar

1. GRIMAL, Pierre. Dicionário da Mitologia Grega e Romana. 4ª Edição. Rio de Janeiro; Bertrand Brasil - 2000. p. 134 2. Camp Half-Blood Wikia mintira

  Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.