Engenheiro Passos

Engenheiro Passos é um distrito do município de Resende, no estado do Rio de Janeiro. [1] O distrito possui cerca de 5 000 habitantes e está situado na região oeste do município. [2]

HistóriaEditar

Em 1911, por meio de ato administrativo, o município de Resende foi dividido em sete distritos: Resende, Campo Belo, Campos Elísios, Porto Real, Santana dos Tocos, São Vicente Ferrer e Vargem Grande. Com o decorrer das décadas, e em razão de mudanças políticas, a nomenclatura e a quantidade de distritos foi modificada. Em setembro de 1952, é criado o distrito de Engenheiro Passos, que então passou a abranger a porção oeste do município.

O distrito situa-se às margens da Rodovia Presidente Dutra e do Ramal de São Paulo da antiga Estrada de Ferro Central do Brasil, [3] sendo a última localidade do estado do Rio de Janeiro, na região do Vale do Paraíba Fluminense, a cerca de três quilômetros da divisa com o estado de São Paulo. Foi apenas a 1 km de Engenheiro Passos que, em 22 de agosto de 1976, faleceu em desastre automobilístico o ex-presidente Juscelino Kubitschek, na chamada Curva do Açougue, no atual km 328 da Via Dutra. [4][5]

Engenheiro Passos é uma das quatro localidades brasileiras onde pode ser encontrada uma árvore da Mata Atlântica ameaçada de extinção, a Buchenavia hoehneana.[6] A principal atividade econômica é o turismo e o ecoturismo, já que no distrito podem ser encontrados vários hotéis-fazenda, além de fazendas históricas, do século XIX, quando a região se destacava pela produção de café. O nome do distrito é uma homenagem ao engenheiro Pereira Passos, diretor da Estrada de Ferro Central do Brasil e prefeito da cidade do Rio de Janeiro entre 1902 e 1906.

Referências

  1. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. «O histórico de Resende». Consultado em 2 de janeiro de 2012 
  2. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. «Censo Demográfico 2000». Consultado em 2 de janeiro de 2012 
  3. «Engenheiro Passos -- Estações Ferroviárias do Estado do Rio de Janeiro». www.estacoesferroviarias.com.br. Consultado em 21 de agosto de 2020 
  4. Revista Superinteressante. «O acidente que matou Juscelino Kubitschek foi provocado pelos militares?». Consultado em 2 de janeiro de 2012 
  5. Estadão. «As cartas inéditas do exilio». Consultado em 2 de maio de 2020 
  6. IUCN Red List
  Este artigo sobre geografia do Rio de Janeiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.