Enlilnadinaque

Rei cassita

Enlilnadinaque (Enlil-nadin-ahhe) ou Enlilnadinaqui (Enlil-nadin-ahi) foi o último rei cassita da Babilônia que reinou entre 1 157 a.C. até 1 155 a.C..[1] Ele sucedeu a Zababasumaidina, deposto por Sutruque-Nacunte de Elão.

Enlilnadinaque
Rei da Babilônia
Enlil-nadin-ahe kudurru.jpg
Cudurru do rei Enlilnadinaque.
Reinado 1 157 - 1 155 a.C.
Antecessor(a) Zababasumaidina
Sucessor(a) Marduquecabiteaquesu (Segunda dinastia de Isim)
Nascimento século XII a.C.
  Babilônia
Morte século XII a.C.
  Babilônia
Dinastia Dinastia cassita

ReinadoEditar

Após a Babilônia ser conquistada por Sutruque-Nacunte, a coroa do país foi dada a seu filho Cutir-Nacunte III. A Resistência Nacional da Babilônia (RNB) encontrou o príncipe cassita Enlilnadinaque num trono, desafiando as forças elamitas ocupantes.[2] Os elamitas, sob o comando de Cutir-Nacunte, agiram com força contra os rebeldes, e após dois anos foram completamente derrotados e Enlilnadinaque foi capturado.[carece de fontes?]

Quando o rei Cutir-Nacunte III alcançou a coroa de Elão com a morte de seu pai (por volta de 1 155 a.C.), a Babilônia tornou-se uma província elamita com um governador.[3]

ReferênciasEditar

  1. Kinglist A, BM 33332, column 2, line 15.
  2. Cambridge Ancient History, Volume 2, Part 2, History of the Middle East and the Aegean Region, c. 1380-1000 BC | chapter = XXXI: Assyria and Babylonia, 1200-1000 B.C. | author = D. J. Wiseman | editor = I. E. S. Edwards | publisher = Cambridge University Press | year = 1975 | pages = 446, 487.
  3. Cassin, Elena; Bottéro, Jean; Vercoutter, Jean (1992). Historia universal, 3. Los imperios del Antiguo Oriente. II. El fin del segundo milenio. Historia Universal Siglo XXI.