Abrir menu principal

Ernâni Lopes

economista e político português
Ernâni Lopes
Ernâni Lopes
Ministro(a) de Flag of Portugal.svg Portugal
Período IX Governo Constitucional
  • Ministro das Finanças
    e do Plano
Dados pessoais
Nascimento 20 de fevereiro de 1942
Morte 2 de dezembro de 2010 (68 anos)
Partido Partido Popular Democrático/Partido Social-Democrático (1974-1979), ASDI (1979-1981?), Independente (inclinado ao PSD) (1983-2004, 2004-2010), Força Portugal (2004)

Ernâni Rodrigues Lopes GCCGCIH (Lisboa, 20 de Fevereiro de 1942[1]Lisboa, 2 de Dezembro de 2010) foi um economista e político português que foi Ministro das Finanças entre 1983 e 1985, durante o terceiro governo de Mário Soares. O seu mandato foi marcado pela aplicação das duras medidas de austeridade exigidas pelo segundo resgate do FMI a Portugal e pelas negociações finais para a adesão de Portugal à Comunidade Económica Europeia.

BiografiaEditar

Licenciado pelo Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras (actual ISEG, da Universidade Técnica de Lisboa), tendo recebido o Prémio D. Dinis atribuído aos alunos com melhores notas[2].

Em 1964[3] cumpriu o serviço militar, como oficial da Reserva Naval, entre 1964 e 1967, e ingressou no Banco de Portugal, em 1967. Integraria o Serviço de Estatística e Estudos Económicos do Banco; como assistente técnico, de 1967 a 1974, e diretor, até 1975[4].

Paralelamente à sua carreira no Banco de Portugal, prosseguiu a carreira académica; foi assistente do ISCEF, entre 1966 e 1974; doutorou-se em Economia, pela Universidade Católica Portuguesa, em 1982, assumindo o Instituto de Estudos Europeus desta universidade, a partir de 1996.[5][6]

As primeiras funções públicas que Ernâni Lopes desempenhou foi como chefe da Missão de Portugal junto das Comunidades Europeias, de 1979 a 1983.[7] Viria, em seguida, a desempenhar o cargo de Ministro das Finanças e do Plano no IX Governo Constitucional entre 1983 e 1985,[3] negociou a adesão de Portugal à então Comunidade Económica Europeia (CEE) e aplicou o programa do FMI no país no início dos anos 1980.[8]

Foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Nosso Senhor Jesus Cristo a 14 de Maio de 1984 e com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique a 15 de Junho de 1988.[9]

Fundou e foi sócio-gerente da consultora SaeR - Sociedade de Avaliação Estratégica e Risco [10]. Foi também membro fundador e Presidente do Conselho de Administração da Fundação Luso-Espanhola (2000-2010).[11] Coordenou dois importantes trabalhos científicos para melhorar as políticas de Portugal. São relatórios com mais de 900pág. cada. Um sobre TURISMO, apresentado em fins de 2004, o outro "HYPERCLUSTER DA ECONOMIA DO MAR", em 2007. Umas poucas partes das recomendações de 2004 foram implementadas ao final do mandato de José Sócrates, pelo então Secretário de Estado de Turismo, Bernardo Trindade, em 2010. As relativas a Economia do Mar só em 2017 começam a ser debatidas no Governo.

Morreu aos 68 anos, no IPO de Lisboa, após 4 anos de luta contra um linfoma.[12][13]

O seu nome foi dado à Rua Ernâni Lopes, em Benfica, Lisboa.

Funções governamentais exercidasEditar

Funções diplomáticas exercidasEditar

  • 1975-1979: Embaixador de Portugal em Bona, República Federal da Alemanha
  • 1979-1983: Embaixador e chefe da missão portuguesa às Comunidades Europeias em Bruxelas, responsável pelas negociações de adesão de Portugal à CEE.[7]

Condecorações[9][14]Editar

Referências

  1. «Ernâni Lopes». Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora. 2003-2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda);
  2. Revista E n.º 2407 (15 de Dezembro de 2018). Clube dos Bons Alunos, pág. 22.
  3. a b «Falecimento Ernâni Lopes - dia 2 de Dezembro». ISEG. 2 de Dezembro de 2010. Consultado em 3 de Dezembro de 2010 
  4. Palma-Ferreira, João (2 de Dezembro de 2010). «Morreu Ernâni Lopes, ex-ministro das Finanças». Expresso. Consultado em 3 de Dezembro de 2010 
  5. Cunha, Patrícia (2 de Dezembro de 2010). «Ex-ministro das Finanças Ernâni Lopes morreu hoje». Google. Consultado em 3 de Dezembro de 2010 
  6. «Instituto de Estudos Europeus decreta três dias de luto pela morte de Ernâni Lopes». Canal UP. 2 de Dezembro de 2010. Consultado em 3 de Dezembro de 2010 [ligação inativa]
  7. a b «CV de Ernâni Lopes». Consultado em 2 de dezembro de 2010. Arquivado do original em 7 de dezembro de 2010 
  8. «Faleceu antigo ministro das Finanças Ernâni Lopes». Portugalmail.pt. 2 de Dezembro de 2010. Consultado em 3 de Dezembro de 2010 [ligação inativa]
  9. a b «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Ernâni Rodrigues Lopes". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 15 de fevereiro de 2016 
  10. «SaeR» 
  11. «Ernâni Rodrigues Lopes (1942-2010)». flweb.com. 2 de Dezembro de 2010. Consultado em 3 de Dezembro de 2010 
  12. publico.pt. «Morreu Ernâni Lopes». Consultado em 2 de dezembro de 2010 
  13. Lusa (2 de Dezembro de 2010). «Ernâni Lopes foi "um dos mais conceituados economistas" da sua geração». RTP. Consultado em 2 de Dezembro de 2010 
  14. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Estrangeiras». Resultado da busca de "Ernâni Rodrigues Lopes". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 15 de fevereiro de 2016 
Precedido por
João Salgueiro
Ministro das Finanças
IX Governo Constitucional
1983 – 1985
Sucedido por
Miguel Cadilhe
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.