Abrir menu principal
Ernesto João de Biron, Duque da Curlândia.

Ernst Johann von Biron (3 de Dezembro de 1690Jelgava, 28 de Dezembro de 1772) foi Duque da Curlândia em dois períodos distintos: de 1737 a 1740 e de 1763 a 1769. Foi regente do Império Russo durante um curtíssimo governo de 20 dias, em 1740.

Em 1740, a czarina Ana Ioanovna faleceu e Ernesto João de Biron tornou-se regente do Império Russo. No entanto, governou durante apenas 20 dias, sendo preso no dia 20 de Novembro, entregue à justiça e condenado à morte. Deste e modo, viu-se privado do seu regime e de todos os seus bens. A nova regente, Anna Leopoldovna, substituiu a condenação à morte pela expulsão para toda a vida. Inicialmente, foi enviado para a Sibéria e, depois, para Iaroslavl.

No início de 1762, a czarina Isabel Petrovna faleceu, e o novo imperador, Pedro III, restituiu a Biron todos os seus títulos. Pedro III havia planeado dar o Ducado da Curlândia ao seu tio Jorge, mas quando Catarina II subiu ao trono, em Julho desse mesmo ano, devolveu a Curlândia a Biron.

Durante o seu período de maior protagonismo, mandou erguer dois magníficos palácios barrocos na Letónia: o Rundāles Pils e o Jelgavas Pils, contando para ambos com o talento do arquitecto italiano Bartolomeo Rastrelli.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.