Abrir menu principal

BiografiaEditar

Eryk Rocha nasceu em Brasília, em 1978, e viveu em vários países da América Latina. Estudou cinema na Escola San Antonio de Los Baños, em Cuba onde realizou “Rocha que voa” (2002), seu primeiro longa metragem selecionado para os festivais internacionais de Veneza, Locarno, Montreal, Rotterdam e Havana, entre outros, e premiado como melhor filme no Festival Internacional É Tudo Verdade, no Festival CineSul em 2002, com o Coral Saul Yelín no Festival do Novo Cinema Latino-Americano, em Havana (2002) e o Prêmio de Melhor Ópera Prima no Festival de Rosário, na Argentina (2003).

Em 2004, Eryk Rocha realizou o curta-metragem “Quimera”, o filme integrou a competição oficial dos festivais de Cannes (2004) e Sundance (2006) e participou em vários festivais no Brasil e no exterior, como Montreal, Nova York, Bilbao, Coréia do Sul e Havana e recebeu o prêmio de melhor curta-metragem no Festival Internacional de Montevideo (2005) e no Festival de Belém (2004).

Em 2006, seu segundo longa metragem “Intervalo Clandestino” é selecionado, entre outros festivais, para Montreal, Montevidéu, Guadalajara, Popolli, recebendo o prêmio Menção Honrosa especial no festival de Guadalajara.

Em 2010 lançou o filme “Pachamama” que foi exibido em 15 Festivais Internacionais e ganhou o prêmio de melhor longa metragem documental no Cineport 2009.

Em 2011 lança no circuito seu primeiro longa metragem de ficção “Transeunte”. O filme participou do prestigioso Telluride Film Festival no U.S.A. Também participou dos Festivais de Biarritz, na frança, Istambul (túrquia), Havana (Cuba) Guadalajara (méxico), Marseille (França), Vancouver (Canadá), Amsterdam (Holanda), Entre outros. “Transeunte”, foi lançado pelo Museu de Dusseldorf em 12 cidades da Alemanha. O filme foi escolhido pela Abraccine (Associação brasileira de criticos) o melhor longa-metragem brasileiro de 2011, e Fernando Bezerra foi eleito o melhor ator de cinema do ano Premio APCA. O filme ganhou 25 prêmios em festivais nacionais e internacionais. Entre eles, o prêmio da crítica e de melhor ator no Festival de Brasília 2010, o prêmio de melhor filme eleito pelo público no Festival Latino- Americano de São Paulo em 2011, e o prèmio de melhor ópera prima no festival e Guadalajara, México.

Em 2013, lançou o documentário “Jards” com o qual recebeu o prêmio de Melhor diretor no Festival do Rio. A première internacional do filme aconteceu no "New Directors 2013" no MOMA e no Lincoln Center em Nova Iorque. O filme também foi exibido no indie Lisboa de Portugal, Mar del plata Argentina, entre outros.

Ainda em 2013, foi convidado pela Canana Films, do Ator mexicano Gael Garcia Bernal, para participar do projeto graduate XXI, que originou o longa metragem 'El Aula Vacía" que é financiado pelo BID - Banco Interamericano de Desenvolvimento. o filme é composto por dez curtas metragens de diversos diretores latinos- americanos sobre o tema da evasão escolar. Eryk realizou o curta-metragem "IGOR" que mostra um dia na vida do aspirante a ator e capoerista Igor, morador do Morro dos Prazeres. "El Aula Vacía" foi lançado nos festivais internacionais em 2015, foi exibido nos festivais de Guadalajara  (México) Bafici (Argentina) e Málaga (Espanha),  entre outros.

Em 2015, lançou seu sexto longa –metragem, o documentário “Campo de Jogo”. O filme foi exibido nos festivais: London International Film Festival, CPH:DOX Copenhague International Film Festival, Fortnigth Documentary Film Festival - MoMA e no Festival de Toulouse na França; além dos festivais nacionais: Mostra de Cinema de São Paulo e Festival do Rio. “ Campo de Jogo foi  lançado no circuito de cinemas  do Brasil no  dia 23 de Julho  de 2015 e  lançado no EUA, em Dezembro de 2015, pela distribuidora Cinema Slater.

Em 2016, Eryk Rocha finalizou o filme “Cinema Novo” panorama do principal movimento cinematográfico da América Latina: O Cinema Novo, através do testemunho dos seus principais autores.  Cinema Novo teve estreia mundial no Festival de Cannes 2016, onde recebeu o prêmio Olho de Ouro ( L´Oeil D´or) de melhor documentário do festival.  Cinema Novo estreia no circuito de cinema do Brasil em Novembro de 2016.

Atualmente, Eryk Rocha prepara seu próximo longa metragem de Ficção " Breves Miragens de Sol" que será filmado no Rio de Janeiro em Março de 2017.

Parte dos filmes do Eryk Rocha foram adquiridos pelo MoMA - Museu de Arte Moderna de Nova York, para compor a coleção permanente do museu.

FilmografiaEditar

  • 2016: "Cinema Novo" ( documentário)
  • 2015: " Campo de Jogo" (documentário)
  • 2012: "Jards" (documentário)
  • 2010: "Transeunte"
  • 2008: "Pachamama" (documentário)
  • 2006: "Intervalo Clandestino"
  • 2004: "Quimera" (curta)
  • 2002: "Rocha que Voa" (documentário)

Referências

Ligações ExternasEditar