Escânia

(Redirecionado de Escânia (província))
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a província. Para o condado, veja Escânia (condado).

A Escânia (em sueco Skåne; Nuvola apps arts.svg pronúncia; em latim: Scania) é uma província histórica (landskap) da Suécia localizada na região histórica (landsdel) da Gotalândia. Ocupa 2% da área total do país, e tem uma população de 1,3 milhões de habitantes.[2][3]

Suécia Escânia

Skåne

 
  Província  
Sverigekarta-Landskap Skåne.svg
Símbolos
Brasão de armas de Escânia
Brasão de armas
Localização
Região Gotalândia
Condado Escânia
Características geográficas
Área total 11 368 km²
População total (2017) 1 342 388[1] hab.

Como província histórica, a Escânia não possui funções administrativas, nem significado político, mas está diariamente presente nos mais variados contextos, como por exemplo em Skånes universitetssjukhus (hospital universitário), Skånes Djurpark (jardim zoológico) e Skånska Dagbladet (jornal).[4] A província da Escânia faz parte do Condado da Escânia na sua totalidade.[5]

Etimologia e usoEditar

O nome geográfico sueco Skåne deriva possivelmente de "Skadinawi", o termo em língua germânica primitiva designando ”terra junto ao mar”, talvez em referência à península de Falsterbo, onde existe hoje em dia uma povoação chamada Skanör. A província está mencionada como ”Sconeg”, em inglês no século IX, como "Skanø", em escrita rúnica do século XI, e como "Skáney", em islandês antigo. Aparece latinizado como Scadinavia pelo historiador romano Plínio, o Velho no século I.[6][7]

Em textos em português, costuma ser usada a forma aportuguesada Escânia.

Aspecto geralEditar

A Escânia é constituída essencialmente por planícies, cortadas por uma cadeia de planaltos baixos de noroeste a sudeste. Está coberta por numerosas florestas de coníferas no norte, por faias e outras folhosas no sul, e por prados e urzeirais no sudeste. O sudoeste da província é a principal região agrícola do país, havendo uma grande produção de cereais, oleoginosas, beterrabas e legumes.[8]

HistóriaEditar

A Escânia foi uma parte da Dinamarca desde o século IX até ao XVII. Em 1658, passou a ser uma possessão da Suécia, em consequência do Tratado de Roskilde. Em 1719, foi integrada definitivamente no Reino da Suécia.[5][9]

Cidades tradicionaisEditar

As seguintes cidades têm mais de 10 000 habitantes: [10]

Património histórico, cultural e turísticoEditar

ComunicaçõesEditar

GaleriaEditar

Referências

  1. «Folkmängd i landskapen den 31 december 2017» (em sueco). Instituto Nacional de Estatística da Suécia. Consultado em 29 de outubro de 2018 
  2. Ernby, Birgitta; Martin Gellerstam, Sven-Göran Malmgren, Per Axelsson, Thomas Fehrm (2001). «Skåne». Norstedts första svenska ordbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts ordbok. p. 579. 793 páginas. ISBN 91-7227-186-8 
  3. «Skåne». Sveriges landskap. och Stockholm, Göteborg och Malmö (em sueco). Estocolmo: Almqvist & Wiksell. 1995. p. 34-35. 64 páginas. ISBN 91-21-14445-1 
  4. Ulf Sporrong. «Landskap» (em sueco). Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 11 de junho de 2015 
  5. a b «Skåne». Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 23 de junho de 2012 
  6. Wahlberg, Mats (2003). «Skåne». Svenskt ortnamnslexikon (Dicionário dos nomes das localidades suecas) (em sueco). Uppsala: Språk- och folkminnesinstitutet e Institutionen för nordiska språk vid Uppsala universitet. p. 39. 289 páginas. ISBN 91-7229-020-X 
  7. Pamp, Bengt (1988). «Namn på länder och landskap – Skåne». Ortnamnen i Sverige (Nomes de localidades da Suécia) (em sueco). Lund: Studentlitteratur. p. 84. 199 páginas. ISBN 91-44-01535-6 
  8. Miranda, Ulrika Junker; Anne Hallberg (2007). «Skåne». Bonniers uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag. p. 903. 1143 páginas. ISBN 91-0-011462-6 
  9. «Scanie». Larousse Encyclopédie. Consultado em 23 de junho de 2012 
  10. «Skåne statistik». Consultado em 23 de junho de 2012. Arquivado do original em 3 de março de 2016 

BibliografiaEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Escânia