Abrir menu principal

Wikipédia β

Escola Secundária de Sá de Miranda

(Redirecionado de Escola Secundária Sá de Miranda)
Escola Secundária de Sá de Miranda
A Escola Sá de Miranda decorada para o Dia da Europa
Dados e estatísticas da escola
Localização  Portugal
Braga
Coordenadas 41° 33' 24.72" N 8° 25' 05.70" O
Data de abertura 1836
Tipo Escola Secundária
Diretor(a) Margarida Antonieta Rocha e Silva
Website www.aesamiranda.pt

A Escola Secundária de Sá de Miranda é uma escola secundária, pública, situada na freguesia de São Vicente, Braga. Até 1975, teve a designação de Liceu Nacional de Sá de Miranda.

A escola é sede de um agrupamento de escolas, do qual faz parte a Escola Básica de Palmeira e escolas do 1.º ciclo e Jardins de infância das freguesias de Palmeira, Real, Dume e Semelhe, Adaúfe, Santa Lucrécia de Algeriz e Navarra, Crespos e Pousada.

Índice

HistóriaEditar

InícioEditar

Em 17 de novembro de 1836, Passos Manuel, no seu plano de reformar a instrução pública em Portugal, pelo seu artigo 40.ª, cria um liceu em cada capital de distrito. Braga, como capital de distrito, teve naturalmente o seu liceu, durante o reinado de D. Maria II.

Seminário Arquidiocesano de São PedroEditar

Depois de fundado, foi necessário encontrar um edifício para funcionar.

Por iniciativa do arcebispo de Braga, Pedro Paulo de Figueiredo da Cunha e Melo, as primeiras aulas funcionaram no Seminário Arquidiocesano de São Pedro, localizado no Campo da Vinha em 1840/1841, que é o primeiro ano de funcionamento do liceu.

Nos primeiros anos do liceu, o ensino ministrado era essencialmente humanístico, as disciplinas existentes eram: Gramática Portuguesa e Latim; Língua Francesa e Inglesa e suas gramáticas; Oratória, Poética e Literatura Clássica; Geografia, Cronologia e História; Ideologia, Gramática Geral e Lógica.

Convento dos CongregadosEditar

Em 1845, por iniciativa de Joaquim António de Aguiar o Liceu muda-se para o Convento dos Congregados. A Igreja dos Congregados, foi proibida de tocar os sinos durante o funcionamento das aulas, a fim de estas não serem perturbadas. O primeiro reitor, nomeado em 14 de julho de 1845, foi o bacharel de medicina António Maria Pinheiro, cargo que ocupou durante 25 anos até 1870, nomeado para estas funções através da carta do dia 14 de Julho de 1845.

O primeiro Conselho Escolar do Liceu de Braga reuniu pela primeira vez em 27 de Setembro de 1845, pelas 11 h. da manhã, e produziu uma acta na qual solicitavam, entre outros, cadeiras que ainda faltavam para preencher o quadro do Liceu; a aquisição de compêndios de Psicologia e de Metafísica e colocar a concurso o cargo de porteiro do Liceu.

Apesar do empenho do seu reitor, o Liceu de Braga apresentava condições muito deficitárias: apenas existiam três degradadas salas de aulas, sem vidros; um gabinete do reitor e uma pequena secretaria; o sistema de toque das campainhas não existia e para minimizar esse problema foi decidido, ainda nesse mês de Outubro de 1845 (dia 23), comprar cinco campainhas com as quais se percorria o Liceu, para assinalar o início e o final das aulas. Uma vez que não existia um sistema de fornecimento de água, foi decidido ainda comprar um cântaro e três copos[1].

A abertura oficial das aulas foi em 15 de outubro de 1845.

No mesmo edifício funcionava a biblioteca pública.

Com a Revolução da Maria da Fonte em abril de 1846, e a Guerra Civil da Patuleia, grande parte do edifício foi ocupado pelo exército, o que levou a várias suspensões das aulas e a uma grande degradação do edifício.

Inicialmente chamava-se Liceu Nacional de Braga. Em 1896 passou a Liceu Nacional Central de Braga e em 30 de Abril de 1912 passou a chamar-se Liceu Nacional Central de Sá de Miranda em homenagem ao poeta Sá de Miranda.

Edifício do extinto Colégio do Espírito SantoEditar

Em 1922, o liceu mudou-se para o edifício do extinto Colégio do Espírito Santo, onde ainda se encontra. O atual edifício foi construído em 1877. As obras de adaptação à nova função foram da autoria de Moura Coutinho. Foi acrescentado ao edifício uma enorme escadaria central e a gradaria à face da rua com grandes portões.

Durante o Estado Novo, o edifício foi aumentado para responder à crescente afluência de alunos vindos de toda a região Norte.

Em 1975, mudou o nome para o atual[2].

Remodelação pela Parque EscolarEditar

Em 2009, foi iniciada uma remodelação, promovida pela Parque Escolar, coordenada pelo arquitecto José Bernardo Távora, que compreendeu: a remodelação de todos os espaços existentes, adaptando-os para às necessidades de um edifício de ensino dos dias de hoje, e ao mesmo tempo recuperando muitas das características do edifício original, que ao longo dos tempos e das sucessivas intervenções tinham sido ocultadas/ alteradas/ danificadas; a construção de um novo edifício onde funcionam todos os serviços de apoio: secretaria, auditório, sala de professores, biblioteca e museu, a poente do corpo principal da escola, funcionando com remate da frente construída da Rua Conselheiro Januário, demolida aquando da construção da escadaria monumental do Liceu; e a reabilitação de todo o espaço exterior, criando e reabilitando espaços ajardinados para uso dos alunos e reabilitando a mata da escola, devolvendo-lhe condições para ser utilizada pelos alunos.

Nesta remodelação foram gastos 14,4 milhões[3] de euros (mais 1,2 milhões que o previsto) e foi inaugurada em 29 de Janeiro de 2011[4].

AgregaçãoEditar

Em 2013 a Escola Secundária Sá de Miranda agregou com o Agrupamento de Escolas de Palmeira passando a integrar todos os níveis de Educação e Ensino o que permite a um aluno completar a escolaridade obrigatória no mesmo agrupamento de escolas[5].

Escolas que fazem parte do agrupamento escolar:

Freguesia de Palmeira:

  • Escola Básica de Palmeira
  • EB/JI Bracara Augusta
  • EB1/JI de Coucinheiro
  • EB1 Ortigueira
  • EB1/JI Campo de Aviação

Freguesia de Real, Dume e Semelhe:

  • EB1 Dume
  • JI de Passal

Freguesia de Adaúfe:

  • EB1 de Eira Velha
  • EB1/JI de Presa
  • JI de Adaúfe

Freguesia de Santa Lucrécia de Algeriz e Navarra:

  • EB1/JI de Cortinhal
  • JI de Pomares

Freguesia de Crespos e Pousada:

  • EB1 de Boavista
  • JI de Boavista
  • EB1/JI Outeiro

Ranking nacional das melhores EscolasEditar

Em 2017 a escola ficou colocada em oitavo lugar a nível concelhio no Ranking nacional das melhores Escolas secundárias (num universo de 9 escolas). Ficou em 22.º lugar no ranking do ensino básico (num universo de 23 escolas).[6]

Referências

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Escola Secundária de Sá de Miranda