Escola Superior Náutica Infante D. Henrique

A ENIDH - Escola Superior Náutica Infante D. Henrique (conhecida como Náutica) é um estabelecimento de ensino superior público politécnico em Portugal.

Escola Superior Náutica Infante D. Henrique
ENIDH
Lema No Rumo Certo!
Fundação 1924
Tipo de instituição Pública
Localização Oeiras, Portugal
Presidente Vitor Franco Correia
Total de estudantes 900
Campus Av. Eng. Bonneville Franco, 2770-058 Paço de Arcos
Cores Azul e Branco
Página oficial https://www.enautica.pt/
@enauticaa

Especializada na formação de Oficiais da Marinha Mercante e quadros superiores do setor marítimo-portuário, sendo reconhecida nacional e internacionalmente no campo do ensino náutico e acreditada pela EMSA - European Maritime Safety Agency.

Situada em Paço de Arcos, Oeiras, a 15 km do centro de Lisboa, próxima à Estrada Marginal, com vista sobre o rio Tejo e a 5 minutos da praia.

Dos professores, 40% são oficiais de marinha que se deslocam para terra após alguns anos de atividade na frota mercante.

História

editar

Os primeiros cursos institucionais para oficiais náuticos (civis) começaram na Academia Real de Marinha em 1779. Foram depois transferidos para a Escola Politécnica de Lisboa em 1837 e finalmente para a Escola Naval em 1911.

Em 1924, dia 15 de novembro, foi fundada uma escola destinada especificamente para a formação de oficiais da Marinha Mercante - a Escola Náutica, (ainda como parte da Escola Naval). Separou-se desta em 1936 e foi transferida para a Direção-Geral da Autoridade de Marinha (DGAM).

Em 1960, foi reconhecida a necessidade de criar escolas para a marinha mercante. Decidiu-se que seria conveniente que estas fossem construídas no mesmo local, resultando na criação da Escola Náutica Infante D. Henrique. A DNISP, departamento da DGEMN (Direção-Geral de Edifícios e Monumentos Nacionais), foi responsável por selecionar e adquirir o terreno e realizar estudos e projetos. A construção começou em 1970 e foi concluída em 1972, e a escola foi oficialmente considerada um estabelecimento de ensino superior nesse mesmo ano, com capacidade para 350 alunos.  

Em 1974, o título da escola passou para o Ministério dos Transportes e Comunicações. O nome da escola é em homenagem ao príncipe português D. Henrique, o Navegador (Infante Dom Henrique, 1394-1460).

Formação Académica

editar

Oferece seis licenciaturas (pós-Bolonha), dois mestrados e seis cursos TeSP.

A maioria das licenciaturas têm as vagas preenchidas na primeira fase do concurso nacional de acesso, pela elevada procura no mercado nacional, como internacional: As Engenharias Marítimas ocupam "o segundo lugar do pódio das profissões mais bem pagas, com um salário bruto anual entre os 100.000 e os 120.000 euros (entre 7.143 e 8.570 euros por mês)".

Serviço de Apoio Psicológico

editar

É uma iniciativa integrada no Programa de Promoção de Sucesso e de Redução do Abandono do Ensino Superior, no âmbito do programa Student Transition & Engagement Program (STEP), uma proposta de ação conjunta com a Escola Superior de Enfermagem de Lisboa (ESEL) e a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (ESHTE).

Campus

editar

O campus da ENIDH abriga um complexo de estudos náuticos com uma área superior a 8.000m2.

As suas instalações incluem salas de aula, oficinas, laboratórios, simuladores, bar, sala de convívio, biblioteca, duas salas de estudo, pavilhão desportivo, piscina interior, tanque de mergulho e tanque de remo. Além disso, o campus conta com um refeitório para estudantes, professores e funcionários, assim como uma residência de estudantes.

Biblioteca

editar

Disponibiliza serviços e recursos bibliográficos e informativos para ensino, formação e pesquisa nas áreas marítimas, portuárias e afins.

  • Recursos Disponíveis:
  1. Computadores: Dois postos disponíveis para pesquisas bibliográficas e trabalhos académicos.
  2. Sala de Leitura: É um espaço de livre acesso para consulta direta de livros, onde também é possível aos alunos requisitarem livros para leitura fora do espaço da biblioteca.
    • Acesso livre para todos os usuários.
    • 64 lugares sentados para consulta e leitura individual.
  • Outros Serviços
    • Cacifos: Disponíveis na entrada da biblioteca, exclusivamente para os usuários desta. A utilização dos cacifos é diária e corresponde ao horário de funcionamento da biblioteca.

Alojamentos

editar

A Residência de estudantes é um edifício de 4 pisos, com capacidade para 112 estudantes, equipado com um refeitório e sala de estudo para utilização dos alunos da ENIDH.

A ENIDH é a instituição de ensino superior público com o primeiro lugar no maior rácio de camas por aluno deslocado, "soma camas que dão para 55,1% dos seus estudantes deslocados"[1], segundo a edição do jornal Público de 30 de outubro de 2018.

Projetos em construção

editar

Em 2022, inaugurou dois simuladores: um de navegação e outro de máquinas marítimas.

Ademais, está em fase de inauguração de um novo Centro Internacional de Segurança Marítima, previsto para o final de 2024, que visa proporcionar aos alunos um de treinamento em condições próximas das reais em situações de salvamento, abandono de navio e combate a incêndios.

Associação de Alunos - AAENIDH

editar

Dedicada a servir diariamente os interesses dos alunos da Náutica, a Associação de Alunos da ENIDH organiza várias atividades para promover a integração e experiências na vida académica dos estudantes, incluindo convívios designados como “Churrascos” e “Sunsets”, eventos sociais como a Gala de Natal para celebrar o espírito natalício.

Nas competições desportivas da ADESL - Associação Desportiva do Ensino Superior de Lisboa competem duas equipas de voleibol, feminina e masculina, e uma equipa de futsal masculina.

Clubes

editar

De forma a proporcionar aos alunos um forma de explorarem os seus interesses pessoais e de participarem em atividades extracurriculares, a ENIDH tem ainda:

Clube de Vela

editar

Promove a organização de passeios para que os estudantes tenham mais contacto com o mar. Tendo ainda participado numa mini-regata, organizada pelo Clube de Paço de Arcos, onde venceu o segundo-lugar em 2022, no primeiro fim-de-semana do mês de setembro.

Clube de Robótica

editar

Aberto a todos os alunos e professores interessados em aprender e aprimorar seus conhecimentos no campo da Robótica. O objetivo principal é aplicar a teoria em projetos práticos, proporcionando aos participantes a oportunidade de trabalhar em áreas como automação, visão computacional, machine learning e controle.

Nautituna

editar

É a tuna académica mista da Escola Náutica aberta a todos os que se interessem por música, seja para aqueles que já possuem habilidades musicais ou desejam aprender a tocar algum instrumento.

Referências

  1. Faria, Natália (30 de outubro de 2018). «Nenhuma universidade de Lisboa tem camas para mais de 10% dos seus alunos deslocados». PÚBLICO. Consultado em 7 de fevereiro de 2024 

Ligações externas

editar