Abrir menu principal

Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais

Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais
Esao2003.jpg
Vista atual da EsAO
País  Brasil
Estado Rio de Janeiro
Corporação Exército Brasileiro
Subordinação Diretoria de Educação Superior Militar
Missão Ensino militar
Sigla EsAO
Criação 1919
Comando
Comandante General de brigada Carlos Augusto Ramires Teixeira
Sede
Sede Rio de Janeiro
Bairro Vila Militar
Endereço Av. Duque de Caxias, 2071
Internet Página oficial da EsAO na internet

A Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO) é uma das unidades educacionais do Exército Brasileiro e tem por objetivo "aperfeiçoar Capitães do Exército Brasileiro, habilitando-os a comandar e integrar o Estado-Maior de Organizações Militares".

Além dos oficiais do Exército Brasileiro, a EsAO também aperfeiçoa oficiais da Marinha do Brasil (Fuzileiros Navais) e estrangeiros. É conhecida como "A Casa do Capitão", e está localizada à Av. Duque de Caxias 2071, da cidade do Rio de Janeiro.

HistóricoEditar

A Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais foi criada pelo Decreto Federal de número 13.451 de Janeiro de 1919 e fundada em 08 de Abril de 1920, pelo então Ministro da Guerra Dr João Pandiá Calógeras. Inicialmente a Escola foi instalada no Quartel do extinto 1º Regimento de Artilharia Montada, depois 1º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado - "Regimento Floriano" e atualmente instalações de cavalaria. Após 04 anos de funcionamento, em sua sede provisória, a Escola foi transferida para o atual aquartelamento,recebendo naquele ano de 1924, cento e oitenta Oficiais-Alunos.

 
Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais em 1924.

O CursoEditar

O Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais (CAO) é realizado na Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO), em dois anos, sendo o segundo presencial, por todos os oficiais do Exército Brasileiro formados na AMAN (Academia Militar das Agulhas Negras), ao atingirem o posto de Capitão. Os Oficiais Médicos também realizam uma pequena fase presencial na EsAO, e os Oficiais do Quadro Complementar de Oficiais (QCO) e Quadro de Engenheiros Militares (QEM) fazem o seu aperfeiçoamento apenas à distância.

Para os Oficiais da AMAN, o CAO desenvolver-se-á, ao mesmo tempo, para duas ou mais turmas distintas da seguinte forma:

a) Primeiro ano:Com duração de 40 semanas ( 720 horas );

- forma de ensino : ensino a distância;

- regime de trabalho:

- ensino : 400 horas distribuídas em 40 semanas ( 10 h/semana – 2 h/dia );
- prática controlada : 320 horas distribuídas em 40 semanas ( 8 h /semana).

b) Segundo ano: Duração de 41 semanas ( 1640 horas );

- forma de ensino : formal presencial;

- regime de trabalho : 40 horas por semana distribuídas de acordo com o cronograma geral.

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar