Abrir menu principal
Esmeralda Amoedo
Informação geral
Nascimento 19 de maio de 1936 (83 anos)
Origem Pt-lsb1.png Lisboa
País Portugal Portugal
Gênero(s) Fado
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 1950 - presente
Gravadora(s) MoviePlay, Metro-Som

Esmeralda Amoedo nasceu em Lisboa,[1] a 19 de Maio de 1936.[2]
É uma fadista portuguesa, nascida no bairro da Mouraria.[1]

BiografiaEditar

Apesar da sua mãe, modista de profissão, não querer que ela cantasse, Esmeralda Amoedo, cedo sentiu a vocação, cantando fados que ia ouvindo na telefonia incentivada pela vizinhança.[2]

Com o pai, foi a uma festa a uma sociedade recreativa, a Casa Apolo, onde com o incentivo de dois guitarristas a acabaria por cantar "Fado Manuel Santos" e o "Fado Santa Luzia".[2]Acabaria por fazer vida com um dos guitarristas Alexandre Taborda Da Cruz com quem viveu 8 anos e lhe compunha os mais belos fados.

Depois de concorrer, com apenas 14 anos, Esmeralda ganha um lugar nos Serões para Trabalhadores, na Emissora Nacional, tendo, por esta altura, algumas de lições de canto com o Prof. Mota Pereira.[2]

No ano de 1952,[3] Esmeralda Amoedo vence a primeira Grande Noite do Fado, organizada pela Casa da Imprensa, representando o lisboeta bairro de Campo de Ourique.[2]

A ascensão na sua carreira passa pelos palcos, estreia-se no Teatro ABC, com Ivone Silva, conciliando o Teatro de Revista, com actuações em Casas de Fado de Lisboa, sociedades recreativas e principais casinos do país.[2]

A primeira Casa de Fado onde actua é o "Solar da Hermínia", na "Viela", passando por outras como "Tágide" "Adega Machado", "Luso", "Adega Mesquita", "Toca" ou "Mal Cozinhado".[2]

Austrália, França, Bélgica, Holanda, Suiça ou Alemanha foram alguns dos países visitados por Esmeralda nas suas actiuações, considerando a artista que uma das viagens da sua vida é a que levou ao Canadá, como artista convidada para participar nas Festas do Senhor Santo Cristo.[2]

Em 2003 assinala o meio século da sua carreira, recebendo o Prémio Carreira da Grande Noite do Fado, no Teatro de São Luiz.[2]

Já no ano seguinte, em finais de Outubro de 2004, é lançado o álbum Fado no São Luís, com etiqueta da Metro-Som.[1] Neste trabalho, Esmeralda Amoedo revisita os seus maiores êxitos, como "Açores - Nove Lágrimas", um tema com letra de sua autoria.[2]

DiscografiaEditar

Referências

  1. a b c d Notícia da Agência Lusa de 22 Outubro de 2004, citada em macua.blogs.com[1]. Acesso 2011-07-30
  2. a b c d e f g h i j k Biografia no Museu do Fado[2]. Acesso 2011-07-30
  3. Artigo de 2001 in Página do Sindicato dos Jornalistas [3] Acesso 2011-07-30
  4. Fonoteca da Câmara Municipal de Lisboa [4] Acesso 2011-07-30

Ligações externasEditar