Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde agosto de 2015). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Um espírito obsessor, segundo o Espiritismo, é um espírito que se ocupa temporariamente de causar transtornos e prejudicar a vida das pessoas, desde que estas se encontrem em sintonia com o obsessor. Diz-se "temporariamente", pois todo espírito obsessor acaba, mais cedo ou mais tarde, concluindo que o maior prejudicado com a obsessão é ele mesmo, uma vez que, enquanto estiver exclusivamente dedicado a prejudicar alguém, estará estagnado no seu caminho evolutivo.

Um espírito que obsedia um outro, geralmente, trata-se de um que julga ter sido intensamente prejudicado por esse outro, nesta ou em outras encarnações, buscando, na obsessão, vingar-se daquele que julga tê-lo prejudicado.

DoutrinamentoEditar

Na Doutrina Espírita, não existe uma estratégia definitiva para os casos de obsessão, pois são muitos os fatores envolvidos neste processo, que pode ser confundido com exorcismo.

Na sua maioria, o doutrinamento de almas obsessoras e obsediadas dá-se através da exemplificação. Desta forma, busca-se desvencilhar os laços de ódio e vingança através de ensinamentos que abordem questões como a caridade, o amor, o perdão, a moral e a compaixão entre todos os seres vivos. Melhorando assim, segundo a literatura espírita, o padrão vibratório tanto do obsessor quanto do obsediado.

Veja tambémEditar

  Este artigo sobre o espiritismo ou sobre um espírita é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.