Abrir menu principal

Espúrio Postúmio Albo Regilense

Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Espúrio Postúmio Albo Regilense, tribuno consular em 432 a.C.. Para mais significados, veja Espúrio Postúmio Albino.
Espúrio Postúmio Albo Regilense
Cônsul da República Romana
Consulado 466 a.C.
451 a.C. (decênviro)

Espúrio Postúmio Albo Regilense (em latim: Spurius Postumius Albus Regillensis) foi um político da gente Postúmia nos primeiros anos da República Romana eleito cônsul em 466 a.C. com Quinto Servílio Estruto Prisco, já no segundo mandato. Foi também decênviro durante o Primeiro Decenvirato em 451 a.C.

BiografiaEditar

Espúrio Postúmio pertencia à nobre gente Postúmia, uma das mais antigas e conhecidas gentes patrícias da Roma Antiga. Era filho de Aulo Postúmio Albo Regilense, ditador em 499 e cônsul em 496, irmão de Aulo Postúmio Albo Regilense, cônsul em 464 a.C., e pai de Espúrio Postúmio Albo Regilense, tribuno consular em 432 a.C.

Primeiro consulado (466 a.C.)Editar

Em 466, foi eleito cônsul com Quinto Servílio Estruto Prisco[1][2].

Por ordem do Senado, consagrou o templo de Júpiter Fídio, construído por Tarquínio, o Soberbo, no monte Quirinal e teve seu nome foi inscrito no local[1].

Anos posteriores e o decenviratoEditar

Em 462 a.C., tornou-se áugure. Em 454 a.C., fez parte da delegação de senadores enviados a Atenas com o objetivo de examinar as instituições e leis gregas, especialmente as leis de Sólon.

Retornando em 452 a.C., foi, no ano seguinte, eleito um dos decênviros do Primeiro Decenvirato, responsável pela elaboração da Lei das Doze Tábuas, completada pelo Segundo Decenvirato[3].

Em 446 a.C., comandou, como legado, o centro do exército romano na Batalha de Corbio, que resultou na derrota de équos e volscos[4].

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b Dionísio, Antiguidades Romanas IX, 60.
  2. Lívio, Ab urbe condita libri III, 2
  3. Lívio, Ab urbe condita libri, III, 31,33.
  4. Lívio, Ab urbe condita libri, III, 70.

BibliografiaEditar

Fontes primáriasEditar

Fontes secundáriasEditar

Ligações externasEditar