Diferenças entre edições de "As Tentações de Santo Antão (Bosch, São Paulo)"

 
==Contextualização e iconografia==
[[Imagem:Bosch - Tentações de Sto Antão (detalhe).jpg|250px|left|thumb|Detalhe da obra.]]
 
A obra ''Tentações de Santo Antão'' aborda um tema de ampla recorrência na [[iconografia]] e na [[literatura medieval]] [[Europa|européia]]. Trata-se de uma passagem relatada na história de [[Antão do Deserto|Santo Antão]], [[asceta]] [[Egipto|egípcio]] do [[século III]] que, após partilhar seus pertences com os desafortunados, passou vinte anos no [[deserto]] dedicando-se à [[meditação]]. O [[santo]] eremita teria então sofrido toda sorte de tentações diabólicas, às quais resistiu continuamente, tornando-se um poderoso símbolo de renúncia à vida mundana e ao [[pecado]].