Diferenças entre edições de "Velha estrada Romana"

6 bytes adicionados ,  05h59min de 2 de maio de 2008
sem resumo de edição
m (Desambiguação assistida por bot: Valença)
O acesso a [[Aborim]] era feito até [[1870]] pela estrada romana, e a partir dai passou a ser servida pela actual [[EN 204]] que liga [[Barcelos]] a [[Ponte de Lima]], da qual derivam vários ramais, para [[Quintiães]], [[Aguiar]] e [[Cossourado]]. É também servida desde [[1882]] pela [[Linha-férrea do Minho]], que fez alterações profundas na geografia desta freguesia, traçando-a a meio.
 
A Via Romana, seria mais tarde denominada de Estrada Real e também inserida numa rede de vias de comunicação a qual se juntam os [[Caminhos de Santiago]]. Estes iniciam-se no [[Porto]] com o nome de Caminho de Noroeste com destino a [[Valença (Portugal)|Valença]] pelo litoral, em [[Vila de Conde]] deriva um ramal denominado Caminho do Norte que segue por [[Rates|São Pedro de Rates]] e passa na ponte românica para Barcelos, dai seguia por [[Fragoso]], [[Capareiros]] (actual [[Barroselas]]), [[Deocrite]] e passaria o Rio Lima no actual e bem conhecido lugar de [[Passagem]], freguesia de [[Moreira de Geraz do Lima]], com destino a [[Cerveira]] e Valença.
 
Desta deriva em Barcelos o [[Caminho de Lima]] que passa no alto da Portela em S. Fins, e entra em Aborim sorrateiramente descendo a encosta húmida, muito próximo da entrada da [[Quinta de Celeirô]], num pequeno troço que passaria na actual estação de caminho de ferro, acompanhado por um ribeiro que nasce nos altos [[montes de Carapeços]] e que alimentava de água os moinhos da Quinta de Celeirô e todos os que existiam naquela zona, pois aquele lugar passou a chamar-se Moinhos ou Cubos.
64 589

edições