Diferenças entre edições de "Partido Democrático Trabalhista"

 
==História==
O PDT é um dos mais tradicionais partidos criados após a abertura polítina no final do regime militar.
 
'''===Fundação'''===
 
A fundação do PDT é considerada a [[Carta de Lisboa]], de [[17 de junho]] de [[1979]].
'''Fundação'''
 
A fundação do PDT é considerada a [[Carta de Lisboa]], de 17 de junho de 1979.
 
Com a iminência da assinatura da Lei da Anistia, [[Leonel Brizola]], que após a morte de [[João Goulart]] se tornou o líder natural do trabalhismo brasileiro, convoca personalidades progressistas que se encontravam no exílio, assim como outros jovens vindos do Brasil para um encontro na cidade de Lisboa, Portugal para um congresso com vistas a reorganizar o movimento trabalhista, e reorganizar o [[Partido Trabalhista Brasileiro]] – [[PTB]].
Segundo o [[TSE]], sua fundação so ocorreu em maio de [[1980]] (seu registro, porém, só foi concedido em [[1981]]) por um grupo de políticos de esquerda liderados por [[Leonel Brizola]], principal figura do partido até a sua morte em [[2004]].
 
'''===A disputa pela Legenda do PTB'''===
 
Com a Anistia Política concedida em 1979, e a volta do pluripartidarismo ao sistema eleitoral brasileiro, muitos políticos ao voltarem do exílio, tentaram recuperar os antigos partidos políticos que existiam antes do inicio da Ditadura Militar (período pré-1964).
Inconformados com tal atitude, considerando que o novo PTB não representava mais os ideais trabalhistas históricos, o grupo liderado por Leonel Brizola foi obrigado a formar um novo partido, o Partido Democrático Trabalhista. – PDT.
 
Um dos fatos mais marcantes da perda da legenda PTB foi a cena em que Leonel Brizola chora copiosamente e rasga um papel com a sigla PTB dizendo: “Consumou-se o esbulho”. No dia seguinte, a foto desta cena é publicada no Jornal do Brasil ao lado do seguinte poema de Carlos Drumond de Andrade:
No dia seguinte, a foto desta cena é publicada no Jornal do Brasil ao lado do seguinte poema de Carlos Drumond de Andrade:
 
“Eu vi
1 612

edições