Diferenças entre edições de "Dietrich Eckart"

66 bytes adicionados ,  15h59min de 29 de julho de 2008
m
+{{DEFAULTSORT}} / ajustes
m (Bot: Adicionando: tr:Dietrich Eckart)
m (+{{DEFAULTSORT}} / ajustes)
== Biografia ==
 
Eckart nasceu em [[Neumarkt in der Oberpfalz|Neumarkt]], [[Alemanha]] (perto de [[Nuremberga]]) em 1868 como filho de um notário real e conselheiro jurídico. A sua mãe morreu quando ele tinha 10 anos de idade. Dezassete anos mais tarde, em 1895, o seu pai morreu também, deixando-lhe um montante considerável de dinheiro que ele gastou rapidamente.
 
Eckart começou por estudar medicina em [[Munique]], mas desistiu em 1891, começando a trabalhar como poeta, autor dramático e jornalista. Mudou-se para Berlim em 1899, onde escreveu várias peças, muitas vezes com traços auto-biográficosautobiográficos. No entanto, apesar de ser um protegido de [[Graf Georg von Hülsen-Haeseler]], o director artístico dos teatros reais, ele nunca foi um dramaturgo famoso, um falhanço pelo que ele culpou a sociedade.
 
Mais tarde, ele desenvolveu uma ideologia de um "génio humano superior", baseada nos escritos de [[Lanz von Liebenfels]]; ele viu-se na tradição de [[Arthur Schopenhauer]] e [[Angelus Silesius]], e também se fascinou pelas crenças maias, mas nunca teve nenhuma simpatia pelo método científico. Eckart também amava e identificava-se profundamente com o [[Peer Gynt]] de [[Henrik Ibsen]].
Em [[1925]], o ensaio inacabado "Der Bolschewismus von Moses bis Lenin. Zwiegespräch zwischen Hitler und mir" (Bolchevismo desde [[Moisés]] até [[Lenin]]. Dialogos entre [[Adolf Hitler|Hitler]] e mim") foi publicado postumamente, apesar de ter sido exposto (Plewnia 1970) que os diálogos tivessem sido uma invenção; o ensaio foi na verdade escrito apenas por Eckart.
 
{{DEFAULTSORT:Eckart, Dietrich}}
[[Categoria:Nazismo]]
[[Categoria:Políticos da Alemanha]]
48 578

edições