Diferenças entre edições de "Resistência Nacional Moçambicana"

154 bytes adicionados ,  16h59min de 12 de setembro de 2008
link externo
(link externo)
A '''Resistência Nacional Moçambicana''' (ou '''RENAMO''') é o segundo maior [[partido político]] de [[Moçambique]]. O seu actual presidente é [[Afonso Dhlakama]].
 
Surgiu como reacção ao partido único no poder, a [[Frelimo]], organizando um movimento armado que durou [[guerra de desestabilização de Moçambique|16 anos]]. A RENAMO começou na província de [[Manica (província)|Manica]], centro de Moçambique, com André Matsangaissa, um dissidente da [[Frelimo]], morto pelas forças governamentais em [[Gorongosa]] no ano de [[1979]], num ataque da Renamo a uma posição das forcas governamentais. A base era conhecida com o nome de "Casa Banana".
 
A guerra terminou com o [[Acordo Geral de Paz]], assinado em [[Roma]] a [[4 de Outubro]] de [[1992]].
 
A Renamo já concorreu 3três vezes às eleições multipartidárias, tanto para o [[parlamento]], onde ficou sempre em minoria, como apoiando Dhlakama como candidato à presidência, mas perdeu as eleições. Em relação às eleições municipais, a RENAMO boicotou as primeiras, em [[1998]], mas concorreu às segundas, em [[2003]], assegurando o controlo de 5cinco dos 33 municípios.
 
{{esboço-política}}
==Link externo==
 
*[http://www.renamo.org.mz/viewpage.php?page_id=2 Página oficial da Renamo]
[[Categoria:Partidos políticos de Moçambique]]
 
59 751

edições