Diferenças entre edições de "Sonata para piano n.º 5 (Beethoven)"

1 599 bytes adicionados ,  17h32min de 15 de setembro de 2008
m
expand txt com refs
m (expand txt com refs)
{{Música Erudita}}
'''Sonata [[Opus|Op]]. 10 número 1'''
 
'''Sonata para piano Nº5, em Dó menor, [[opus]] 10, nº1''' de Beethoven, escrita em c.[[1796]], é a quinta [[sonata]] que [[Beethoven]] compôs. Publicada em [[Viena]], em [[1798]] é uma composição curta, em três [[Movimento (música)|movimento]]s. Próxima à ''[[Sonata Op. 13 (Beethoven)|Sonata Pathétique]]'',<ref name="Grout-Palisca">Grout, Donald J. & Claude V. Palisca, "A History of Western Music" (tradução de Ana Luísa Faria, "História da Música Ocidental", pag. 549 pag.550, gradiva, Lisboa, 2007), [http://www.wwnorton.com/college/titles/music/grout7/endorsements.htm W. W. Norton & Company], New York, 1988. ISBN 0-393-97991-1</ref> com o primeiro e o último movimento em Dó menor, ambas possuem o espírito tempestuoso e apaixonado que se associa a esta tonalidade; assim como ambas possuem o segundo movimento mais longo; este em Lá bemol maior, e como na ''Pathétique'' mantendo um andamento muito calmo, profundo e ricamente orquestrado; e a semalhança do finale em ambas com as pausas repentinas, além de uma textura pianística cheia.<ref name="Grout-Palisca"/> É em tonalidade e nas marcações do tempo que elas se parecem mais, e não ao material temático. Esta sonata e as outras duas que seguem do ''opus'' 10 são dedicadas à condessa Anna Margarete von Browne, cujo esposo, o Conde Johann Georg von Browne, era o principal cliente de Beethoven durante os anos de [[1797]] a [[1803]].<ref>A dedicatória na partitura da "Sonata no.5" descreve: ''[http://www.pianosociety.com/cms/index.php?section=105 Dedicada a Condessa von Browne.]'' Publicado na ocasião por Joseph Eder. Mais tarde, editado por Hans von Bulow (e Segmund Lebert) Editora: G. Schimer, [[Nova Iorque]]</ref>
Com sua quinta [[sonata]] para piano, [[Beethoven]] compôs sua primeira sonata para [[piano]] solo com três [[Movimento (música)|movimentos]] apenas. São eles ''Allegro molto e con brio'', ''Adagio molto'' e ''Finale Prestissimo''. Essa curta sonata é dedicada à condessa Anna Margaret von Browne, esposa de um grande incentivador de Beethoven em seu início de carreira.
 
[[Image:op10_1_pri_mov.png|thumb|200px|left|''[[Allegro]] molto e com brio'': Primeiro movimento.]]
O primeiro movimento, ''Allegro molto e con brio'', tem no [[tema]] principal uma mistura de energia com hesitação. As [[Frase (música)|frases]] são muito curtas, e o material temático num primeiro momento parece ser errático e sem conexão. Um [[acorde]] para definir a tonalidade de [[dó menor]] inicia o movimento, seguido de um [[arpejo]] quebrado com notas pontuadas. Depois acordes em [[Dinâmica musical|piano]]. Tudo isso com [[pausa (música)|pausas]] no meio. Não existe aquela melodia que fica na memória, ou aquele clima perfeito de sonho. O primeiro movimento inicia com o que se pode chamar de fragmentos. É verdade que esses mesmos fragmentos vão formar o [[desenvolvimento]] da sonata. O segundo tema é a parte mais consistente e melódica desse primeiro movimento, que se acaba de uma maneira bem Beethoveniana, com um diminuindo na [[Piano#Teclado|parte grave do piano]] e dois acordes súbitos em [[Dinâmica musical|fortissimo]], como que acordando o ouvinte.
 
[[Image:op10_1_seg_mov.png|thumb|200px|left|''[[Adágio|Adagio]] molto'': Segundo movimento.]]
O segundo movimento, ''Adagio molto'', em la [[bemol]] maior traz algumas características do primeiro, como a ênfase em [[motivo (música)|motivos]] com [[nota]]s pontuadas e frases curtas. A dificuldade vem na execução dos [[ornamento]]s e passagens "[[Improvisação|improvisadas]]". Beethoven, grande improvisador, usa de seu talento para criar melodias novas dentro da estrutura de frases curtas desse movimento. É o princípio do [[Jazz]]...
 
[[Image:op10_1_ter_mov.png|thumb|200px|left|''[[Presto|Prestissimo]]'': Terceiro movimento.]]
O movimento final, ''Finale Prestissimo'', é bem curto e energético, seguindo a forma-sonata. O primeiro tema é apresentado com um motivo rítmico em [[semicolcheia]]s. Este motivo é repetido três vezes, cada vez em um registro mais agudo, com as notas em oitavas. O segundo tema é um pouco mais calmo, mais melódico, acompanhado de alguns acordes. O interessante desse final é justamente o fim. Beethoven dá aquela parada no andamento e energia, para depois voltar com tudo e encerrar a sonata.
 
==Referências==
BERBER, (apelido). '''Sonata Op. 10 número 1'''. Extraído do sítio do Fórum musical Presto, <http://presto.s4.bizhat.com/viewtopic.php?t=55&postdays=0&postorder=asc&start=0&mforum=presto>, publicado com permissão do autor. Acesso em: 13/06/2007.
 
<!--InfoBox -->
|}
 
{{ref-section}}
==Referências==
<References/>
 
==Ligações externas==
*[http://imslp.org/wiki/Piano_Sonata_No.5_%28Beethoven%2C_Ludwig_van%29 Partituras da Sonata nº 5 - Op. 10 nº 1, de Beethoven]
 
==Outras fontes==
[[Categoria:Composições de Beethoven]]
*Schlosser, Johann Aloys. : "Ludwig van Beethoven", (Prague, 1827); traduzido para {{en}}, 1996, "Beethoven: the First Biography", Amadeus Press, Portland, 2003. ISBN-10: 1574670069
[[Categoria:Sonatas]]
*Complete Piano Sonatas: in two volumes by Ludwig van Beethoven, Heinrich Schenker, Carl Schachter. Contributor Carl Schachter. Published by Courier Dover Publications, 1975. ISBN 0486231348
*BERBER, (apelido). comentários sobre '''Sonata Op. 10 número 113'''. Extraído do sítio"blog" do Fórumfórum musical "Presto", <do portal [http://presto.s4.bizhat.com/viewtopic.php?t=55&postdays=0&postorder=asc&start=0&mforum=presto>, bizhat.com] publicado com permissão do autor. Acesso em: 1312/06/2007.
 
 
[[Categoria:ComposiçõesSonatas para piano de Ludwig van Beethoven]]
 
[[de:Klaviersonate Nr. 5 (Beethoven)]]
1 910

edições