Romanização do russo: diferenças entre revisões

3 bytes adicionados ,  18h49min de 21 de setembro de 2008
m
m (inserido material de lavra própria que escrevi em 2007 para meu antigo trabalho; só não consigo formatar as tabelas: AJUDEM!)
 
==TC (Transliteração Científica ou International Scholarly System)==
 
A transliteração “científica” é baseada na [[língua servo-croata]], que usa os dois alfabetos indistintamente, na correspondência quase perfeita entre cirílico e latino. Ironicamente, foi desenvolvida não por anglófonos, mas pelos alemães da ''Preußische Instruktionen'' (a organização de padrões do [[II Reich]]). Ela designa um caractere latino para cada letra cirílica, mas inclui diversos sinais diacríticos e caracteres adaptados, como o 'đ', o 'ć' e todos com o haček ou caron (o "circunflexo invertido"): Č, Ğ, Š, Ř, Ť, Ž.
 
A transliteração científica é plenamente adotada na [[Itália]], tanto pela imprensa quanto por normas acadêmicas. Nenhum outro país a utiliza disseminadamente.
 
Alguns ''softwares'' de [[processador de texto|processadores de texto]] não reconhecem a imensa maioria dos diacríticos e adaptados. Nesses casos, a TC perde a utilidade, já que confunde 'd' e 'đ', 's' e 'š', 'z' e 'ž', 'c', 'č' e 'ć'.
 
 
==ISO 9==