Abrir menu principal

Wikipédia β

Alterações

Cúpula das Américas

1 679 bytes adicionados, há 9 anos
sem resumo de edição
A2A '''Cúpula das Américas''' é uma [[cúpula]] desenvolvida no dia [[9 de dezembro]] de [[1994]], em [[Miami]], nos [[Estados Unidos]], que fez os [[Acordo]]s de [[Comércio]] para todos os países [[América|americanos]], exceto [[Cuba]]. Segundo os Estados Unidos, Cuba derrubaria todos os planos e projetos da [[ALCA]] em seu país.
 
Esse acordo prevê uma [[união]], no contexto global, de praticamente todos os países da [[América]], que procuram estreitar caminhos de uniões comerciais entre si e o desenvolvimnto dos países como [[Argentina]], [[Bahamas]], [[Brasil]], [[Bolívia]], [[Chile]], [[Colômbia]], [[México]], [[Paraguai]], [[Venezuela]] e outros países da América, com acordos de diminuição [[alfândega|alfandegária]] de [[preço]]s e entre outros.
[[fr:Sommet des Amériques]]
[[id:Pertemuan Puncak Amerika]]
- Primeira Reunião de Cúpula das Américas – dezembro de 1994, Miami, Estados Unidos da América.
Marcou o início de uma nova era no Hemisfério, e a comunidade interamericana decidiu estabelecer encontros periódicos para discutir uma agenda comum. Um dos principais acordos foi reunir esforços para a criação da Área de Livre Comércio das Américas (ALCA).
 
- Cúpula das Américas para o Desenvolvimento Sustentável – dezembro de 1996,Santa Cruz de la Sierra, Bolívia.
Dando prosseguimento aos temas discutidos durante a “Rio 92”, esse forum especializado definiu metas para o desenvolvimento sustentável, debatendo temas sociais, econômicos e referentes ao meio ambiente.
 
- Segunda Reunião de Cúpula das Américas – abril 1998, Santiago, Chile.
Educação foi o tema central do evento, mas os líderes também definiram metas no que diz respeito ao fortalecimento da democracia, justiça e direitos humanos, promoção, integração e livre comércio, erradicação da pobreza e da discriminação.
 
- Terceira Reunião de Cúpula das Américas – abril de 2001, Quebec, Canadá.
Um dos assuntos principais foi a criação da Carta Democrática Interamericana para o fortalecimento e proteção da democracia. A Carta Democrática foi adotada em 11 de setembro de 2001.
 
 
- Reunião Especial de Cúpula das Américas – Janeiro de 2004, Monterrey, .
A Cúpula Interina foi convocada para a inclusão de novos líderes no processo, assim como para a definição de objetivos concretos em grandes grandes áreas: crescimento econômico para redução da pobreza, promoção do desenvolvimento social e fortalecimento dos governos democráticos.
Utilizador anónimo