Diferenças entre edições de "Felicidade"

1 436 bytes adicionados ,  11h53min de 4 de novembro de 2008
tradução da versão inglesa (retirei seção sobre estudo feito por uma revista porque não me parece fonte rigorosa)
m (Bot: Adicionando: sv:Happy Life)
(tradução da versão inglesa (retirei seção sobre estudo feito por uma revista porque não me parece fonte rigorosa))
{{parcial}}
[[Imagem:Smile fasdfdsfoiueire.svg|thumb|100px|Sorriso é o símbolo mais conhecido que representa a felicidade humana.]]
'''Felicidade''', '''alegria''', '''júbilo''' ou '''contentamento''' são termos que representam um [[sentimento]] [[humano]] de bem-estar, euforia, empolgação, paz interna. O oposto de felicidade é [[tristeza]].
 
Felicidade é um sentimento agradável. Quando em grande quantidade gera empolgação ou inquietação.
 
A '''felicidade''' é uma gama de [[emoção|emoções]] ou [[sentimento]]s que vai desde o contentamento ou satisfação até à alegria intensa ou júbilo. A felicidade tem ainda o significado de bem-estar ou paz interna. O oposto da felicidade é a [[tristeza]]. Em linguagem comum, quando se diz "estou feliz", está-se a utilizar o primeiro significado — o de emoção. Enquanto que se se diz "sou feliz", se está a utilizar o significado de bem-estar.
==Felicidade no Brasil==
 
Uma pesquisa feita pelo [[Datafolha|Instituto de Pesquisas Datafolha]]<ref>[http://ultimosegundo.ig.com.br/materias/brasil/2516501-2517000/2516945/2516945_1.xml Último Segundo: ''75,5% dos brasileiros se dizem felizes, afirma Datafolha'']</ref> feita entre 4 e 5 de setembro de 2006 com 7.724 pessoas de 349 municípios aponta que 75,5% dos brasileiros entrevistados se consideravam felizes. Em 1996 pesquisa semelhante pelo mesmo instituto indicava o índice de 65%. Apesar disso, apenas 28% dos brasileiros entrevistados achavam que o brasileiro é feliz de uma forma geral.
Existem diferentes abordagens ao estudo da felicidade e das suas causas, que têm sido usadas pela filosofia, a religião e a psicologia. O Homem sempre há buscado a felicidade e tanto os filósofos como os religiosos sempre se hão dedicado a encontrar as suas causas e em definir que tipo de comportamento ou estilo de vida aumenta o nosso nível de felicidade. Estes pensadores veém a felicidade como aquilo que modernamente chamamos bem-estar ou qualidade de vida, e não simplesmente como uma emoção. Neste sentido a felicidade é o que os gregos antigos chamavam de [[Eudaimonia]], um termo ainda usado em [[Ética]]. Pelo contrário para a emoções associadas à felicidade os filósofos preferem utilizar a palavra [[prazer]].
 
É difícil definir rigorosamente a felicidade, e ainda mais difícil definir medidas desta. Investigadores em [[Psicologia]] desenvolveram diferentes métodos, por exemplo o Inventário da Felicidade de Oxford, para medir o nível de felicidade de um indíviduo. Nestes teem-se em conta factores fisiológicos e psicológicos. Em investigação a felicidade é assim relacionada com factores como: envolvimento religioso ou político, estado civil, paternidade , idade, rendimento, etc.
 
A [[psicologia positiva]] é um movimento recente dentro da ciência psicológica que pretende dar maior enfâse ao estudo da sanidade mental, por oposição à psicologia mais tradicional que estuda sobretudo as patologias. Este relaciona a felicidade com emoções e actividades positivas.
 
A [[economia do bem-estar]] defende que o nível público de felicidade deve ser usado como suplemento aos indicadores económicos mais tradicionais, como o [[produto interno bruto]], a [[inflação]], etc.
 
<!--
Happiness forms a central theme of Buddhist teachings, which focuses on obtaining freedom from suffering by following the Eightfold Path. In the Buddhist view, ultimate happiness is only achieved by overcoming craving in all forms. Aristotle saw happiness as "the virtuous activity of the soul in accordance with reason," or the practice of virtue. In Catholicism, the ultimate end of human existence consists in felicity, or "blessed happiness", described by the 13th-century philosopher-theologian Thomas Aquinas as a Beatific Vision of God's essence in the next life.[1] One psychological approach, positive psychology, describes happiness as consisting of positive emotions and positive activities.
-->
 
Nesta pesquisa não houve diferença praticamente nenhuma entre o índice dos homens e das mulheres, respectivamente 78 e 75%. Em 1996 a pesquisa demonstrou uma diferença de 7% a favor dos homens.
{{ref-section}}
 
{{Wikiquote|Felicidade}}
 
 
A felicidade se dá também através das pequenas coisas. Há quem se sinta extasiado ao fazer mini-mandalas durante a aula, por exemplo. Outros tem imenso prazer em levar vantagem causando danos alheios.
 
"Happiness journey finish in a dead end: Our ability to compare ourselves to someone that is more fucked up then us." Masterdscumpa
 
[[ar:سعادة]]
416

edições