Clotário II: diferenças entre revisões

1 byte adicionado ,  22h48min de 10 de novembro de 2008
clean up, Replaced: [[Image: → [[Imagem:
m (Bot: Adicionando: fi:Klotar II)
(clean up, Replaced: [[Image: → [[Imagem:)
 
Em [[599]], ele entrou em guerra contra seus primos, [[Teodorico II]] da [[Borgonha]] e [[Teodeberto II]] da [[Austrásia]], que o derrotaram em Dormelles. A partir daí, no entanto, os dois irmãos entraram em guerra entre si. Em [[605]], ele invadiu o reino de Teodorico, mas não o subjugou. Clotário manteve o estado de guerra com Teodorico até este morrer em em [[Metz]] em [[613]] enquanto preparava uma campanha na guerra entre eles. Nesse momento, [[Warnachar II|Warnachar]], [[prefeito do palácio]] de Austrásia, e Rado, prefeito do palácio da Borgonha, abandonaram a causa de Brunilda e de seu bisneto, [[Sigeberto II]], e o reino inteiro foi entregue nas mãos de Clotário. Brunilda e Sigeberto encontraram o exército de Clotário em [[Aisne (departamento)|Aisne]], mas o patrício Aleteu, o duque Rocco e o duque Sigivaldo abandonaram seu senhor e sua bisavó, levando seu rei a ter que fugir.
[[ImageImagem:Jean Dassier (1676-1763) - Clotaire II roy de France (584-629).jpg|214 px|thumb|left|Clotaire II <br /> Rei da França (584-629).]]
Nesse ano (613), Clotário II tornou-se o primeiro rei de todos os francos desde seu avô [[Clotário I]] morto em [[561]] por ordenar a morte de [[Sigeberto II]] (filho de Teodorico), a quem Brunilda tinha tentado colocar no trono de Austrásia e da Borgonha, causando uma rebelião entre os nobres. Isto levou à entrega de Brunilda a Clotário e seu desejo de vingança levou sua temível tia à prolongada agonia da tortura por três dias, antes de uma morte horrível, acorrentada entre quatro cavalos que foram açoitados em quatro direções, rasgando o seu corpo.
 
{{biografias}}
 
[[categoriaCategoria:Merovíngios]]
 
[[bs:Klotaire II]]
217 100

edições