Diferenças entre edições de "Casal da Madalena"

30 bytes adicionados ,  18h15min de 28 de dezembro de 2008
sem resumo de edição
(Página marcada para wikificar, usando FastButtons)
Casal da Madalena, é rica em tradições, tais como a serração da velha,as pulhas e as murças.
 
'''A “Serração da Velha”,''' é uma antiga tradição popular, inserida nos rituais de passagem, marcados pelo desejo simbólico de regeneração e renovação.
Realiza-se na Quaresma, entre o Carnaval e a Páscoa.
Um grupo de rapazes forma o cortejo, carregando uma boneca em forma de velha, percorrendo a aldeia durante a noite e visitando a casa das senhoras mais idosas da aldeia.
Como recompensa e em troca de tal partida, a velha costumava brindar a rapaziada, lançando pela janela os dejectos do seu penico.
 
"'''AS Pulhas"''' é um ritual, alusivo à época festiva Carnavalesca, vivido não só em Casal da Madalena, como em outras paragens.
Consistia em partilhar, de forma fictícia e alegórica as diversas partes de um burro morto, a determinados “sortudos” da aldeia, que se destacavam pelos bons e maus motivos, aspecto, profissão, etc.
A rapaziada dirigia-se para os locais mais elevados da aldeia, nomeadamente, o Cerro (hoje Rua Santa Maria Madalena), Cabeço Cinzeiro, Cabeçada. Aí munidos de um funil (cabaça), proclamavam, oferecendo em forma de verso as partes do burro mais adequadas a cada pessoa. Como por exemplo:
Como por exemplo:
O Sr.………por ser um bom pedreiro fica com uma costela do burro para fazer um ponteiro.
 
(Senhor com filhas vaidosas)
O Sr.……… por ser um homem de bons parentes fica com uma queixada do burro para fazer um pente para as filhas fazerem a permanente.
 
O Sr.……… por ser um bom chofer, fica com duas ferraduras do burro para fazer uns brincos à mulher.
 
O Sr.……… por fazer boas caçadas, fica com fel do burro para fazer um bolso para transportar a espingarda.
 
O Sr.……… por ser o dono do animal, fica com o lombo do burro para comer no dia de Carnaval.
 
O Sr.………que fazia o seu engato, fica com os colhões do burro para dar força ao lagarto.
 
(Senhor com falta de vista)
O Sr.……… por ser amigo da malta, fica com o olho do burro, mas não que lhe faça falta.
 
(Senhor com uma picota muito alta)
O Sr...…… conhecido por António Mota, fica com uma costela do burro para fazer uma agulha para a picota.
 
O Sr...……por viver à entrada do pinhal, fica com o osso do burro para se defender de qualquer animal.
 
(Senhor que tinha muitas filhas)
O Sr.………por ser de boas famílias, fica com uma pá do burro por dar comer às filhas.
 
O Sr………por ser o dono da casa dos tambores, fica com um presunto do burro e ainda ficamos a dever favores.
 
'''"As murças"''' era um traje típico e genuíno em forma de capucho concebido e usado pelas mulheres Casaleiras. As murças, colocadas sobre a cabeça, visavam proteger a cabeça, costas e braços das mulheres do campo, dos Invernos chuvosos e frios. Eram preferencialmente usadas aquando a apanha da azeitona.
Este traje, era executado por poucas pessoas da aldeia. Estas começavam por espalhar o pano bastante espesso numa ampla sala. Aí cortavam as diversas faixas que compõem a murça e costuravam posteriormente.
Ainda hoje, as murças são associadas às mulheres Casaleiras.
17

edições