Diferenças entre edições de "Servílio de Oliveira"

1 483 bytes removidos ,  19h10min de 9 de janeiro de 2009
Reorganizado o verbete
m (Bot: Adicionando: de:Servilio de Oliveira)
(Reorganizado o verbete)
{{Info nadador
'''SERVÍLIO DE OLIVEIRA'''
| nome = Servílio de Oliveira [[Imagem:Boxing_pictogram.svg|22px]]
| imagem = ol.i.uol.com.br/2008/modalidades/boxe/080627boxeservilio.jpg
| tamanho =
| legenda = No podium
| nomecompleto = Servílio de Oliveira
| apelido =
| nacionalidade = {{BRA}}
| data_nascimento = {{dni|6|05|1948}}
| local_nascimento = [[São Paulo]], [[São Paulo]], [[Brasil]]
| data_morte =
| local_morte =
| estilo =
| peso =
| altura =
| clube = Clube Atlético Pirelli
| atividade =
| medaltemplates =
{{MedalSport|[[Boxe]]}}
{{MedalOlympic}}
{{MedalGold|[[Jogos Olímpicos de Verão de 1968|Cidade do México 1968]]|[[Boxe nos Jogos Olímpicos de Verão de 2008]] - Peso Mosca}}
 
}}
 
[[Imagem:Servilio_direto_de_direita.jpg|thumb|left|250 x 330 pixels |Servílio de Oliveira em 1971, vitória por nocaute no 5 round contra o chileno Mario Figueroa]]
 
{{MedalOlympic}}
(Nascido aos [[6 de maio]], [[1948]] em [[São Paulo]]), filho de Luiz Sebastião de Oliveira e de Nair Santos de Oliveira, foi um atleta brasileiro. Ele é o primeiro brasileiro a conquistar uma medalha olímpica no Boxe. Nas [[olimpíadas do México]] em 1968, ganhou a medalha de bronze.
{{MedalBronze|[[Jogos Olímpicos de Verão de 1968|1968, Cidade do México]]|[[Boxe nos Jogos Olímpicos de Verão de 1968|Peso Mosca]]}}
 
 
Logo em seguida, já profissional, sagrou-se campeão brasileiro e sul americano dos moscas. O título sul-americano foi conquistado no Equador contra o pugilista local, [[Angel "Petiso" Sanchez]]. Na trajetória rumo ao título mundial de boxe sofreu acidente em combate , um [[descolamento de retina]] decorrente de uma cabeçada involuntária de seu oponente, Tony Moreno, no ginásio do Ibirapuera em 1971.
 
'''SERVÍLIO DE OLIVEIRA''' (Nascido[[São aosPaulo]] [[6 de maio]], [[1948]] em [[São Paulo]]), filho de Luiz Sebastião de Oliveira e de Nair Santos de Oliveira, foi um atleta brasileiro. Ele éFoi o primeiro e único brasileiro a conquistar uma medalha olímpica no Boxe. Nas [[olimpíadasJogos doOlímpicos México]]de emVerão de 1968]], ganhou a medalha de bronze.
 
Interrompeu sua carreira por quatro anos e sete meses, ocasião em que retornou aos ringues e, após vitórias consecutivas, sagrou-se novamente campeão brasileiro dos moscas.Em 1978 desafiou o então campeão sul-americano dos moscas, o chileno [[Martin vargas]], quando foi impedido, já no Chile, local onde seria a luta e na véspera do combate, de continuar a sua carreira por uma comissão médica daquele país sob o argumento de que o regulamento não permitia que o pugilista com menos de 1/4 de visão em uma das vistas lutasse. Quando interrompeu sua carreira em 1971, Servílio de Oliveira tinha apenas 23 anos de idade. Em 1978, quando definitivamente pendurou as luvas, tinha apenas 30 anos de idade. Seu técnico foi [[Antonio Carollo]].
 
'''Encerrou invicto sua brilhante carreira''' de boxeador , com vinte lutas e vinte vitórias.Entre 1978 e 1992 foi auxíliar técnico de boxe da equipe da [[Pirelli]] de [[Santo André]]. Desde 1993 é o coordenador técnico da equipe do [[AD São Caetano]] de Boxe.É considerado pelos críticos um dos melhores pugilistas brasileiros de todos os tempos.Revelou inúmeros pugilistas da nova geração do boxe brasileiro, entre os quais [[Adailton de Jesus]] e Valdemir Pereira, o Sertão.
 
Logo em seguida, já profissional, sagrou-se campeão brasileiro e sul americano dos moscas. O título sul-americano foi conquistado no Equador contra o pugilista local, [[Angel "Petiso" Sanchez]]. Na trajetória rumo ao título mundial de boxe sofreu acidente em combate , um [[descolamento de retina]] decorrente de uma cabeçada involuntária de seu oponente, Tony Moreno, no ginásio do Ibirapuera em 1971.
Na trajetória rumo ao título mundial de boxe sofreu acidente em combate , um [[descolamento de retina]] decorrente de uma cabeçada involuntária de seu oponente, Tony Moreno, no ginásio do Ibirapuera em 1971, interrompendo a carreira com apenas 23 anos.
Casou-se em 17 de abril de 1972 com Mariana Victória Chalot del Campo em [[Santiago do Chile]]. Pai de cinco filhos.
 
Quatro anos e sete meses depois, retornou aos ringues e, após vitórias consecutivas, sagrou-se novamente campeão brasileiro dos moscas.
Interrompeu sua carreira por quatro anos e sete meses, ocasião em que retornou aos ringues e, após vitórias consecutivas, sagrou-se novamente campeão brasileiro dos moscas.Em 1978 desafiou o então campeão sul-americano dos moscas, o chileno [[Martin vargas]], quando foi impedido, já no Chile, local onde seria a luta e na véspera do combate, de continuar a sua carreira por uma comissão médica daquele país sob o argumento de que o regulamento não permitia que o pugilista com menos de 1/4 de visão em uma das vistas lutasse. QuandoEncerrou interrompeudefinitivamente suaa carreira eminvicta 1971,com Servílio20 delutas Oliveirae tinha20 apenas 23 anos de idade. Em 1978, quando definitivamente pendurou as luvas, tinha apenas 30 anos de idadevitórias. Seu técnico foi [[Antonio Carollo]].
 
'''Encerrou invicto sua brilhante carreira''' de boxeador , com vinte lutas e vinte vitórias.Entre 1978 e 1992 foi auxíliar técnico de boxe da equipe dado Clube Atlético [[Pirelli]] de [[Santo André]]. Desde 1993 é o coordenador técnico da equipe do [[AD São Caetano]] de Boxe.É considerado pelos críticos um dos melhores pugilistas brasileiros de todos os tempos.Revelou inúmeros pugilistas da nova geração do boxe brasileiro, entre os quais [[Adailton de Jesus]] e Valdemir Pereira, o Sertão.
 
É considerado pelos críticos um dos melhores pugilistas brasileiros de todos os tempos.
 
 
 
Campeão Latino Americano dos moscas, em Santiago do Chile, empatado com [[Francisco "Morocho" Rodriguez]], campeão olímpico dos moscas ligeiros em 1968.
 
Medalha de Bronze nonos Jogos Olímpicos [[Mexico 68]]
 
Campeão Brasileiro em 1969
 
Campeão sul -americano em 1970
 
Terceiro colocado do Ranking Mundial em 1971.
 
Campeão Brasileiro em 1977.
 
 
 
 
 
'''Fatos curiosos sobre as principais conquistas:'''
A medalha de bronze conquistada no México em 1968 éfoi a 14a medalha na história do esporte brasileiro.
 
 
A maior dificuldade sempre foi a manutenção do peso da categoria. (Amador 51,0 kg e, no boxe Profissional 50,802 kg).
 
{{esboço-pugilista}}
 
 
 
 
 
'''Servilio de Oliveira''' (* [[6. Mai]] [[1948]] in [[Sao Paulo]], [[Brasilien]]) ist ein ehemaliger brasilianischer Fliegengewichtsboxer. Er ist auch bekannt unter seinem Kampfnamen „Eder de Ébano“.
 
== Laufbahn ==
Bevor er 1969 Profi wurde, konnte er bei den [[Olympische Sommerspiele 1968|Olympischen Spielen]] 1968 in [[Mexiko-Stadt]] die Bronzemedaille im [[Gewichtsklasse|Fliegengewicht]] gewinnen. Im Halbfinale verlor er gegen den [[Mexiko|Mexikaner]] [[Ricardo Delgado]] nach Punkten. Er ist damit der bisher einzige Brasilianer, dem es gelang im Boxen eine olympische Medaille zu gewinnen.
 
Oliveira brachte das Kunststück fertig, seine Profikarriere ohne Niederlage und Unentschieden zu bestreiten. Allerdings muss man dazu sagen, dass seine Karriere nur aus sechzehn Kämpfen bestand. Immerhin wurde er im Februar 1970 brasilianischer Fliegengewichtsmeister und im Dezember des gleichen Jahres sogar Südamerikameister dieser Gewichtsklasse, nach einem KO-Sieg in der siebten Runde über [[Ángel Sánchez]] aus [[Ecuador]].
 
Ein Jahr später wurde bei Oliveira eine abgelöste Netzhaut im Auge diagnostiziert. Dies geschah bei einem Kampf gegen den [[Vereinigte Staaten|US-Amerikaner]] [[Tony Moreno]]; Oliveira siegte nach Punkten. Ihm wurde nahe gelegt, seine Karriere zu beenden. Zumindest unterbrach er sie. Im Juni 1977 startete er ein recht erfolgreiches Comeback gegen [[Rodolfo Rodríguez (Boxer)|Rodolfo Rodriguez]] aus [[Argentinien]], den er nach Punkten besiegte. Oliveira sah dann ein, dass weitere Kämpfe für seine Gesundheit zu riskant seien und zog sich nunmehr vollends zurück.
 
Nach seiner aktiven Laufbahn begann er als Trainer zu arbeiten und betreute unter anderem den ehemaligen [[World Boxing Association|WBA]]-Titelträger im Federgewicht [[Valdemir Pereira]].
 
{{MedalTop}}
{{MedalSport | Men's [[Boxing at the Summer Olympics|Boxing]]}}
{{MedalBronze | [[1968 Summer Olympics|1968 Mexico City]] | [[Boxing at the 1968 Summer Olympics|Flyweight]]}}
{{esboço}}
 
[[Categoria:Pugilistas do Brasil]]
[[Categoria:Treinadores esportivos]]