Diferenças entre edições de "Edícula (habitação)"

188 bytes adicionados ,  07h57min de 22 de janeiro de 2009
ref - mas a maior parte continua sem fontes
m
(ref - mas a maior parte continua sem fontes)
 
==Moçambique==
Em [[Moçambique]], a palavra edícula não é vulgarmente conhecida. O conceito com que ela é usada no Brasil, no entanto, é a ''dependência'' e, tal como no país-irmão, tem (e teve historicamente) uma grande importância social. <ref>[http://www.unhabitat.org/downloads/docs/5855_13515_mercado%20de%20terras%20urbanas%20em%20mo%C3%A7ambique.pdf UNHabitat - Mercado de terra urbana em Moçambique]</ref>
 
A maioria das [[vivenda]]s têm um pequeno quarto e uma [[casa-de-banho]] anexa, normalmente perto do [[tanque]] de lavar a roupa, que era destinada aos [[empregado doméstico|empregados domésticos]], antes da [[independência]]. Depois desta, em [[1975]], quando as casas de [[arrendamento]] foram [[nacionalização|nacionalizadas]], a maior parte destas ''dependências'' foram atribuídas a famílias pequenas, que queriam sair das suas casas de construção precária e já não tinham lugar nos [[apartamento]]s existentes. Mais tarde (na [[década de 1990]]), quando o Estado decidiu alienar as casas de habitação aos seus [[inquilino]]s, muitas famílias venderam ou alugaram a casa principal e passaram a viver na ''dependência''; outras foram alugadas para pequenos [[negócio]]s, como "salões de [[cabeleireiro]]".
* [[Puxadinho]]
 
{{refsection}}
 
{{Residência}}
 
59 751

edições