Diferenças entre edições de "Montanha (Revolução Francesa)"

Sem alteração do tamanho ,  14h32min de 3 de fevereiro de 2009
m
"coalisão" não existe em português
m (Bot: Adicionando: zh:山岳党)
m ("coalisão" não existe em português)
Muitos deputados montanheses ainda estavam próximos aos "'''[[Enragés (Revolução Francesa)|Enragés]]'''" de [[Jacques Roux]] ou aos "'''[[Hébertistes]]'''" chefiados por [[Jacques René Hébert]].
 
Com os ''Hébertistes'' clamando por uma nova insurreição e tendo fracassado qualquer tentativa de apaziguamento, o governo revolucionário faz prender, na noite de [[3 de Março]] de [[1794]] (13-14 [[Ventoso]] do Ano II), Hérbert e as principais figuras do '''[[Clube dos Cordeliers]]'''. Todos são condenados à morte e executados vinte dias depois, em [[24 de Março]] de [[1794]]. Na sequência, foi a vez dos "'''Indulgentes'''", que faziam campanha para derrubar o governo, por fim ao Terror e negociar uma paz rápida com a coalisãocoalizão de monarquias, serem eliminados. Presos, são condenados à morte em [[5 de Abril]] de [[1794]] (4 [[Germinal (mês)|Germinal]] do Ano II) e [[guilhotina|guilhotinados]].
 
Após a queda de [[Maximilien de Robespierre]] e seus partidários em [[27 de Julho]] de [[1794]], os Montanheses (que se costumou qualificar de "Montanheses do Ano III", em contraposição aos Montanheses « Dantonistas », que se tinham aliado aos moderados do '''Marais'''), cada vez menos numerosos, tentaram opor-se à Convenção « Thermidoriana », mas em vão. Foram em grande parte eliminados após as insurreições do 12 Germinal do Ano III e a insurreição do 1º [[Pradial]] do Ano III.