Diferenças entre edições de "Holismo"

4 bytes adicionados ,  21h22min de 10 de fevereiro de 2009
sem resumo de edição
A palavra foi criada por [[Jan Smuts]], primeiro-ministro da [[África do Sul]], no seu livro de [[1926]], ''Holism and Evolution'', que assim a definiu: "A tendência da [[Natureza]] a formar, através de [[evolução]] criativa, "todos" que são maiores do que a soma de suas partes".
 
É também chamado '''não-reducionismo''', por ser o oposto do [[reducionismo]]. Pode ser visto também como o oposto de [[atomismo]] ou mesmo como do [[materialismo]]. Vê o [[mundo]] como um [[todo]] integrado, como um [[organismo]]. O princípio geral do Holismo pode ser resumido por [[Aristóteles]] na Metafísica: "O inteiro é mais do que a simples soma de suas partes."
 
De uma forma ou de outra, o princípio do holismo foi discutido por diversos pensadores ao longo da História. Entretanto, o primeiro filósofo que o instituiu para a [[ciência]] foi o francês [[Auguste Comte|Augusto Comte]] ([[1798]]-[[1857]]), ao instituir a importância do espírito de conjunto (ou de síntese) sobre o espírito de detalhes (ou de análise) para uma compreensão adequada da ciência em si e de seu valor para o conjunto da existência humana.
3

edições