Diferenças entre edições de "Bernal Díaz del Castillo"

199 bytes adicionados ,  21h11min de 17 de fevereiro de 2009
arranjo intro, corr. orto
(arranjo intro, corr. orto)
[[Imagem:Bernal Diaz del Castillo.jpg|thumb|200px|right|Busto de Bernal Díaz del Castillo, Medina del Campo ([[Espanha]])]]'''Bernal Díaz del Castillo''' nasceu em ([[Medina del Campo]], ([[Espanha]]) entre [[1492]] e- [[1493Guatemala]]., [[1485]]) Foifoi àsum [[India|Índiasconquistador]] em e [[1514cronista]] espanhol, quandoque ainda eraescreveu um jovemrelato deda mais[[Conquista dedo vinteMéxico|conquista anosespanhola dedo idade.México]] Eraliderada de baixa instrução escolar e que não contava com riquezas em sua terra natal. Permanesceu dois anos na recém conquistada ilha depor [[CubaHernán Cortés]], ondejunto nenhumade oportunidadequem preencheuserviu. seus interesses.
 
Partiu para as [[Caraíbas]] em [[1514]], quando ainda era um jovem de pouco mais de vinte anos de idade. Era de baixa instrução escolar e que não contava com riquezas em sua terra natal. Permaneceu dois anos na recém-conquistada ilha de [[Cuba]] onde nenhuma oportunidade preencheu seus interesses.
Como a população nativa da ilha se esgotava, devido à submissão ao trabalho [[Escravatura|escravo]] e às epidemias trazidas pelos europeus, o então governador organizou uma pequena expedição às ilhas vizinhas do [[Caribe]], com o objetivo de capturar novos [[Povo indígena|índios]], para reduzí-los à escravidão e vendê-los aos fazendeiros e colonos espanhóis de Cuba.
 
Como a população nativa da ilha se esgotava, devido à submissão ao trabalho [[Escravatura|escravo]] e às epidemias trazidas pelos europeus, o então governador organizou uma pequena expedição às ilhas vizinhas do [[Caribe]], com o objetivo de capturar novos [[Povo indígena|índios]], para reduzíreduzi-los à escravidão e vendê-los aos fazendeiros e colonos espanhóis de Cuba.
Bernal fez parte desta expedição de [[1517]] que, sob as ordens do capitão [[Francisco Hernandes de Córdoba]], descobriu as costas do [[Iucatã]], depois de penosas e perigosas travessias, regressando a Cuba no mesmo ano, em condições desastrosas.
 
Bernal fez parte desta expedição de [[1517]] que, sob as ordens do capitão [[Francisco HernandesHernández de Córdoba]], descobriu as costas do [[Iucatã]], depois de penosas e perigosas travessias, regressando a Cuba no mesmo ano, em condições desastrosas.
No final do ano seguinte, Bernal embarcou em outra expedição, desta feita comandada por [[Juan de Grijalva]] com a finalidade de explorar as terras então descobertas e, retornando a Cuba pela segunda vez, acabou se alistando com [[Fernando Cortez|Hernán Cortés]], a quem seguiu definitivamente.
 
No final do ano seguinte, Bernal embarcou em outra expedição, desta feita comandada por [[Juan de Grijalva]] com a finalidade de explorar as terras então descobertas e, retornando a Cuba pela segunda vez, acabou se alistando com [[Fernando Cortez|Hernán Cortés]], a quem seguiu definitivamente.
Bernal Díaz de Castillo foi testemunha e ator dos principais sucessos na queda das grandes civilizações meso-americanas, tais a dos Estados [[Civilização maia|Maias]] e Império [[Asteca]], escapando surpreendentemente da morte. Ele mesmo diz que :
 
Bernal Díaz de Castillo foi testemunha e atorparticipante dos principais sucessos na queda das grandes civilizações meso-americanasmesoamericanas, tais acomo as dos Estados [[Civilização maia|Maias]] e Império [[Asteca]], escapando surpreendentemente da morte. Ele mesmo diz que :
:''... nenhum capitão nem soldado passou por esta [[Nova Espanha]] três vezes seguidas, uma atrás da outra, como eu; de maneira que sou o mais antigo descobridor e conquistador que tenha havido ou que haja na Nova Espanha...''.
 
AoSegundo parecer de vários historiadores, Bernal é pessoa idônea e autorizada para nos reportar sobre a epopéia dos espanhóis na América no [[Século XVI]].
 
Bernal freqüentementefrequentemente conversava com seus companheiros de armaarmas sobre o tema da conquista da “NovaNova Espanha”Espanha; esse contínuo evocar dos acontecimentos foram formando nele algumas idéias que mais tarde deram lugar a um conjunto de narrações. Recorre a suas recordações reforçado por seus companheiros e é por isto que sua obra pode ser considerada coletiva o que a isenta de elementos subjetivos.
 
Em sua obra ''[[História Verdadeira da Conquista da Nova Espanha]]'' nos adverte que ele não sabe latim nem foi à universidade mas isto não era impedimento porque ... escreve :
40 114

edições