Diferenças entre edições de "Pico Ruivo"

20 bytes adicionados ,  22h11min de 21 de fevereiro de 2009
sem resumo de edição
}}
 
O '''Pico Ruivo''', no concelho de [[Santana]], na [[Região Autónoma da Madeira|Ilha da Madeira]], é, com os seus 1862 [[metro]]s de altitude, a terceira montanha mais alta de Portugal (depois da [[Ponta do Pico]], nos [[Açores]], e da [[Serra da Estrela|Serra da Estrela]], em [[Portugal Continental]]), e a mais alta do Arquipélago da Madeira.
 
O Pico Ruivo apresenta dois tipos principais de coberto vegetal: as formações de [[urze]] e uma vegetação rala, dominada por plantas de porte herbáceo e subarbustivo com algum interesse botânico.
Recobrindo o cume, algumas urzes-brancas evidenciam troncos retorcidos e copas assimétricas, nitidamente desviadas em direcção oposta à dos ventos dominantes. Uma das particularidades porventura mais relevantes desta altitude é o facto de nela permanecerem pequenos núcleos de urze com porte arbustivo e arbóreo. À distância, a sua forma e distribuição no terreno lembram algumas manchas de montado de [[azinho]].
 
No Pico Ruivo, a rocha é um elemento importante da paisagem. Por isso, grande parte da [[flora]] atrás mencionada, bem como um conjunto significativo de [[feto]]s, [[musgo]]s e [[líquene]]s são rupícolas e/ou fissurícolas (vivem nas rochas ou fendas destas).
 
No que diz respeito à [[fauna]], aves como o [[Melro-preto]], o [[tentilhão|Tentilhão-da-madeira]] e o [[Bis-bis]] podem observar-se mesmo nos pontos mais elevados, já que adoptam o [[urzal]] como meio alternativo. O [[pintarroxo-comum]] e a [[perdiz-comum]] também habitam o pico Ruivo.
 
Até há alguns anos, as suas encostas eram utilizadas na criação de [[cabra]]s, [[ovelha]]s e [[vaca]]s. No entanto, por motivos de conservação da natureza (como a protecção da [[Freira-da-Madeira]] e das comunidades vegetais de altitude), esta prática foi proibida, encontrando-se neste momento toda a área do Pico e arredores, em recuperação.
 
{{esboço-geopt}}
Utilizador anónimo