Diferenças entre edições de "Ildefons Cerdà"

4 bytes adicionados ,  13h04min de 11 de março de 2009
sem resumo de edição
m (Bot: Adicionando: ja:イルデフォンソ・セルダ Modificando: eu:Ildefons Cerdà)
A base do plano é um sistema de vias e quadras que poderia se estender indefinidamente, à medida que a cidade fosse crescendo. Cerdá cria uma hierarquia viária onde pequenas ruas "desaguam" em ruas maiores que por sua vez "desaguam" em grandes avenidas. Para explicar este conceito hierárquico, Cerdá utiliza a análogia de pequenos rios desaguando em rios cada vez maiores e mais largos. Cerdá chama de ''intervias'' os espaços entre o sistema viário. As quadras, portanto, são os espaços contidos entre as vias. Assim, Cerdá reforça a noção de que quadras e vias formam uma estrutura única e inter-dependente.
 
O Plano é conhecido hoje principalmente por sua representação gráfica com sua [[retícula]] característica. Esta, no entanto, é mal compreendida e vista como uma grelha simples, que se estende à partir dos limites da cidade antiga. O plano apresenta um sistema completo que distribui parques, indústria, comércio e residências de forma equilibrada. As avenidas principais formam estruturas que coordenam a expansão das quadras. Os quarteirões, hoje preenchidos em todos os seus lados, foram idealizados como quadras abertas, que permitiam o maior fluxo de pessoas e de ar pela cidade, assim como poderiam ser preenchidos por áreas verdes. Tão importante quanto os desenhos é, também, o sistema teórico desenvolvido por Cerdá e apresentado na memória da proposta.
 
==Fundamentos teóricos do plano de Cerdà==
115 869

edições