Abrir menu principal

Alterações

717 bytes removidos, 16h41min de 19 de abril de 2009
sem resumo de edição
{{minidesambig|o [[diocese do Algarve|bispo de Silves]] e autor do '''Speculum Regum'''|Frei Álvaro Pais}}
'''Álvaro Pais''' foi um um [[burguesia|burguêsoficial régio]] abastadodo século XIV português, que foiserviu chanceler-morcom dosos reis [[Pedro I de Portugal|D. Pedro I]] e [[Fernando I de Portugal|D. Fernando]].
 
Desempenhou um importantíssimoimportante papel na na fase inicial da [[crise de 1383-1385]], contribuindo porde forma decisiva para a aclamação do [[Mestre de Avis]] para [[Lista de reis de Portugal|Rei de Portugal]]. Terá desempenhado acção importante para o [[tumulto|levantamento popular]] subsequente ao assassínio do [[conde Andeiro]], que, segundo se presume, também terá sido perpetrado por inspiração sua. Seu enteado — o dr. [[João das Regras]] — também viria a salientar-se em defesa dos direitos ao trono de [[João I de Portugal|D. João, Mestre de Avis]].
 
É de salientar a evolução histórica que, na sua época, veio trazer uma grande importância [[política]] à classe burguesa. Efectivamente, a [[nobreza]], assente numa estrutura sócio-politica senhorial, isto é, detendo a propriedade rural, vivendo da exploração da terra, vai cedendo a sua importância política a uma nova classe, cujo património assenta no desenvolvimento dos negócios, na expansão mercantil e no apoio dos homens de leis — os [[legista]]s.
 
A vitória da [[revolução burguesa]] sobre o [[Lista de reis de Castela|Rei de Castela]] e a [[aristocracia]] rural, acabaria por preparar a [[Descobrimentos|expansão marítima ultramarina]] que viria a ser entendida como missão histórica de [[Portugal]].
 
{{DEFAULTSORT:Alvaro Pais}}
Utilizador anónimo