Diferenças entre edições de "A Woman of Paris"

183 bytes removidos ,  23h30min de 22 de abril de 2009
==Sinopse==
{{Spoiler}}
Um operário de uma linha de montagem, que testou uma "máquina revolucionária" para evitar a hora do almoço, é levado à loucura pela "monotonia frenética" do seu trabalho. Após um longo período em um sanatório ele fica curado de sua crise nervosa, mas desempregado. Ele deixa o hospital para começar sua nova vida, mas encontra uma crise generalizada e equivocadamente é preso como um agitador comunista, que liderava uma marcha de operários em protesto. Simultaneamente uma jovem rouba comida para salvar suas irmãs famintas, que ainda são bem garotas. Elas não tem mãe e o pai delas está desempregado, mas o pior ainda está por vir, pois ele é morto em um conflito. A lei vai cuidar das órfãs, mas enquanto as menores são levadas a jovem consegue escapar.
O filme conta a história de um homem que acaba por se apaixonar por uma cortesã. Aclamado filme mudo, o filme se trata do primeiro drama de Chaplin, que preferiu não aparecer na frente das câmeras com seu já mundialmente famoso personagem, '''o Vagabundo'''. Dirigido com muita ''finesse'', o filme aproveita pra fazer uma crítica a sociedade burguesa ao mesmo tempo que conta a trágica história. Chaplin aproveita pra fazer uma inversão de valores na sociedade que era mostrada na época e revoluciona o cinema. Nunca Chaplin (ou qualquer outro diretor) havia recebido críticas tão favoráveis e elogiosas. E hoje é considerado um marco no cinema, que nunca havia experimentado tamanho realismo. Apesar disso, Chaplin experimenta seu primeiro fracasso comercial, já que o público não comparece pra assistir um filme de Chaplin sem seu mais célebre personagem. Ele voltaria a ter sucesso comercial retornando ás comédias em ''A busca do ouro''.
 
==Ficha técnica==
Utilizador anónimo