Diferenças entre edições de "Jardim das Hespérides"

18 bytes adicionados ,  20h03min de 23 de fevereiro de 2006
sem resumo de edição
 
O 11° Trabalho de [[Héracles]].
Héracles foi incumbido de trazer a Euristeu algumas dessas maravilhosas maçãs de ouro e o herói precisou, antes de mais nada, descobrir a localização do jardim de Hera. Isso lhe deu mais trabalho que o "11º trabalho" em si: precisou ir para o norte da [[Grécia]], depois para a [[Líbia]], para o [[Egito]], para a Arábia e para a Ásia Menor — e teve aventuras em cada um desses lugares.[[Imagem:Heracles_and_Antaeus.jpg|right|thumb|Hércules e Anteu]]
 
 
Ao procurar as ninfas do rio Erídano (norte da Grécia), filhas de [[Zeus]] e Têmis, teve primeiro de matar Cicno, filho de [[Ares]] (seu sobrinho, portanto), e a seguir enfrentar o próprio Ares, seu irmão, que acorrera para vingar o filho.
No Cáucaso, Héracles matou com uma flecha a águia que devorava diariamente o fígado de Prometeu e libertou-o das correntes que o prendiam. Agradecido, Prometeu sugeriu que, ao invés de buscar pessoalmente as maçãs, deveria pedir a seu irmão Atlas que o fizesse.
 
Na Líbia, acabou com o gigantesco Anteu, filho de [[Posídon]] e Gaia, que desafiava e vencia todos os estrangeiros porque recebia, ao tocar o solo, a força da terra (Gaia). Héracles manteve Anteu suspenso acima do solo e asfixiou-o.[[Imagem:Heracles_and_Antaeus.jpg|right|thumb]]
 
 
No Egito, liquidou o rei Busíris, também filho de Posídon, que costumava sacrificar os estrangeiros aos deuses para evitar a seca em seu reino. Detalhe interessante: como Busíris era neto de Ió, ilustre ancestral de Héracles, os dois eram parentes...
9

edições