Diferenças entre edições de "Usuário(a):Herenvaryar/rascunhos"

403 bytes removidos ,  18h41min de 3 de maio de 2009
O propósito inicial, e também o poder, de todos os Anéis feitos pelos [[Elfos (Tolkien)|Elfos]] era o de curar, construir e compreender.
 
Os Anéis aparentemente davam ao seu usuário a visão de coisas geralmente ocultas, como a habilidade de [[Frodo]] de enxergar os [[Nazgûl|Espectros do Anel]] em sua forma original enquanto usava o [[Um Anel]], e também de ver o [[Nenya]], Anel de [[Galadriel]], ao passo que [[Samwise Gamgee|Sam]] não podia. Entretanto, acredita-se que esse poder de visão era mais um artifício de [[Sauron]] do que dos Elfos, e pode ser que os Três, jamais tocados por ele, não o tivessem.
 
Não está claro se esses poderes sempre estiveram presentes nos Nove e nos Sete ou se foram colocados neles por Sauron, quando este os roubou. É dito em ''[[Dos Anéis do Poder e da Terceira Era]]'' que Sauron corrompeu os Nove e os Sete para que enfeitiçar e trair quem os usasse.
Os Sete foram dados aos sete líderes das casas dos [[Anões (Tolkien)|Anões]], mas por causa da ancestralidade única deles, Sauron não conseguia nem controlá-los nem ler suas mentes. Por isso, um dos objetivos de Sauron durante a Terceira Era foi recuperar todos os Sete que ainda existiam. No fim, somente três sobreviveram às labaredas dos Dragões, e acabaram em seu poder. O único mal perpetrado pelos Sete era o de inflamar a ganância dos Anões por ouro, jóias e objetos de artíficies, e também de tornar rico quem o usava. Tal riqueza atraiu os Dragões, e a maioria dos sete foi incinerada (juntamente com seus portadores).
 
Em um rascunho descartado, Tolkien indicou que os [[Elfos (TCalaquendiTolkien)|Calaquendi]], como [[Glorfindel]], poderiam usar o poder de invisibilidade de um Anel para esolher aparecer ou no mundo físico ou invisível, sem existir nos dois ao mesmo tempo. Isso guarda semelhanças, e até pode ser uma possível explicação, sobre como Sauron e [[Tom Bombadil]] poderiam permanecer visíveis enquanto usavam o Um Anel.
 
 
The wraiths of the Men who received the Nine were the Nazgûl, the Ringwraiths, Sauron's most feared servants. None are mentioned specifically in The Lord of The Rings except their leader, the Witch-king of Angmar. His second-in-command is named in Unfinished Tales as Khamûl, the Black Easterling. What is known is that three of the nine Ringwraiths were originally 'great lords' of Númenor in the mid Second Age.
 
The Nine were held by the Nazgûl after the fall of Sauron at the end of the Second Age, and they went on to wreak great evil with their powers in the East and South of Middle-earth, as well as the kingdom of Angmar, which warred on and destroyed the Dúnedain in the North. Later, Sauron was said to have gathered the Nine to himself, but this could also be construed as having the Nazgûl close at hand, rather than physically having these rings at Barad-dûr as was certainly the case with the remaining Dwarf-rings.
3 831

edições