Diferenças entre edições de "Filme épico"

1 byte removido ,  15h46min de 4 de maio de 2009
sem resumo de edição
As formas narrativas, por definição, tendem à objetividade. O autor épico preocupa-se menos em expressar os seus estados de alma do que um poeta lírico. Seu alvo é a criação de um mundo que se pareça – em maior ou menor escala – com a realidade concreta. Ao criar uma história protagonizada por várias personagens, o autor é obrigado a construí-las com um mínimo de diversidade e objetividade, sob pena de transformá-las em projeções repetitivas e fantasmagóricas de sua própria interioridade.
 
É impossível imaginar uma [[epopéia]] ou um [[romance]] em que todos os personagens se pareçam, mas isto provavelmente aconteceria caso o autor não se distanciasse criticamente de sua subjetividade e não assumisse umaum grande interesse pela observação da realidade circundante.
 
{{esboço-cinema}}
Utilizador anónimo