Diferenças entre edições de "II Crônicas"

7 bytes removidos ,  21h31min de 4 de julho de 2009
m
Checkwiki: limpeza de sintaxe utilizando AWB
m (Inserindo fontes, Replaced: {{esboço-bíblia}} → {{ref-section}})
m (Checkwiki: limpeza de sintaxe utilizando AWB)
'''II Crônicas''' é um dos livros históricos do [[Antigo Testamento]] da [[Bíblia]].<ref name="echegary">{{Referência a livro|autor=Echegary, J. González et ali|título=A Bíblia e seu contexto|idioma=português|edição=2|local= São Paulo|editora=Edições Ave Maria|ano=2000|páginas=1133|volumes=2|id=ISBN 9788527603478}}</ref><ref name="pearlman">{{Referência a livro|autor=Pearlman, Myer|título=Através da Bíblia|subtítulo=Livro por Livro|idioma=português|edição=23|local=São Paulo|editora=Editora Vida|ano=2006|páginas=439|id=ISBN 9788573671346}}</ref> Possui 36 capítulos e foi desmembrado de [[I Crônicas]] com o qual formava originalmente um único livro. Narra acontecimentos de um período da história dos judeus, desde o reinado de [[Salomão]], por volta de [[970 a.C.]], até a destruição do [[Reino de Judá]] por [[Nabucodonosor]], imperador da [[Babilônia]], fato ocorrido em torno de [[586 a.C.]].
 
Possui 36 capítulos e foi desmembrado de [[I Crônicas]] com o qual formava originalmente um único livro. Narra acontecimentos de um período da história dos judeus, desde o reinado de [[Salomão]], por volta de [[970 a.C.]], até a destruição do [[Reino de Judá]] por [[Nabucodonosor]], imperador da [[Babilônia]], fato ocorrido em torno de [[586 a.C.]].
 
Embora seja incerta a sua autoria, a tradição judaica afirma que o livro de II Crônicas teria sido escrito por [[Esdras]], por volta de [[430 a.C.]], o qual tinha o propósito de resgatar os padrões de culto e de adoração a Deus no período após o exílio babilônico, resgatando assim a história do seu povo.
Com o cisma ocorrido após a morte de Salomão, em torno de [[930 a.C.]], no reinado de [[Roboão]], o livro relata a história dos reis que governaram Judá, os quais muitas das vezes afastaram-se dos mandamentos divinos, tolerando ou introduzindo a [[idolatria]] entre o povo, o que importava em castigos, sofrimentos e derrotas militares para as nações vizinhas.
 
A partir de então, os principais pontos de destaque do livro seriam os reinados de [[Asa]] e de [[Josafá]], a morte de [[Acabe]], o reinado de [[Uzias]], a destruição do [[Reino de Israel]] pelos [[assírios]], o reinado de [[Ezequias]] e a resistência de [[Jerusalém]] ao cerco de [[Senaqueribe]], a [[idolatria]] de [[Manassés]], o reinado de [[Josias]], o achado do livro da [[lei mosaica]] e a derrota de Judá pela Babilônia.
 
Tal como I Crônicas, o livro seria um paralelo à narrativa de [[I Reis]] e de [[II Reis]], os quais também são livros históricos do Antigo Testamento e dão continuidade aos acontecimentos de [[II Samuel]]. No entanto, tanto I Crônicas quanto II Crônicas teriam sido escritos a partir de um ponto de vista sacerdotal, com um enfoque maior na história religiosa dos israelitas.
 
{{ref-section}}
 
{{esboço-bíblia}}
 
{{Antigo Testamento}}
 
{{DEFAULTSORT:{{PAGENAME}}Cronicas, 2}}
[[Categoria:Livros históricos do Antigo Testamento]]
 
[[pl:2 Księga Kronik]]
[[sv:Andra Krönikeboken]]
 
{{DEFAULTSORT:{{PAGENAME}}}}