Linguagem recursivamente enumerável: diferenças entre revisões