Abrir menu principal

Alterações

55 bytes adicionados, 22h59min de 25 de julho de 2009
 
== Curiosidades ==
* Na primeira edição da corrida, um show brasileiro na pista húngara. Após as trocas de pneus, Nelson Piquet ultrapassa Ayrton Senna por dentro no final da reta dos boxes, como no início da prova com êxito, porém, dessa vez, o brasileiro da Lotus deu uma pequena guinada no seu volante espremendo o seu compatriota; Piquet chegou a ultrapassá-lo, mas perdeu a posição tendo que se contentar ficando atrás de Senna, que retomou novamente a liderança, já que tinha a preferência no traçado da pista. Duas voltas depois, Piquet fez uma nova tentativa, que culminou com uma das manobras mais espetaculares da história da F-1. Piquet ameaçou emparelhar por dentro e Senna, mais uma vez, jogou o carro para a direita, ficando no meio da pista para ficar com a preferência na próxima curva. Piquet deu seu golpe de mestre: puxou o carro para o traçado externo e deixou para frear mais tarde que sua sanidade mental e instinto de preservação permitiriam fazê-lo. Ainda na reta, Senna tentou voltar para o traçado externo, mas Piquet já estava a seu lado e o piloto da Lotus ficou onde estava, certo de que recuperaria a posição ao entrar por dentro na curva, mas Piquet completou a ultrapassagem no último metro de reta e entrou na curva com o carro de lado, derrapando nas quatro rodas, não deixando espaço para Senna reagir - tudo isso permeado por duas frenagens vigorosas que travaram as rodas e arrancaram fumaça dos pneus. Uma ultrapassagem épica, que ficou conhecida como "a ultrapassagem do século".
 
* O tricampeão mundial de Fórmula 1, Jackie Stewart, classificou a manobra como uma das mais belas que viu na categoria: "Foi como fazer um looping com um Boeing 747".
3 281

edições