Diferenças entre edições de "Campeã"

43 bytes removidos ,  10h19min de 5 de agosto de 2009
m
Segundo as ''Memórias de Vila Real''<ref>Fernando de Sousa e Silva Gonçalves (1987) — ''Memórias de Vila Real''. Vila Real: Arquivo Distrital de Vila Real / Câmara Municipal de Vila Real. 2 vol.</ref>, em [[1530]] a freguesia é denominada de Santo André, mas na ''Relação de Vila Real e seu Termo'' ([[1721]]) já surge com o nome actual.<ref>Ribeiro Aires (2007) — ''História das Freguesias do Concelho de Vila Real''. Vila Real: Maronesa. pp. 181 ss.</ref>
 
Tal como todas as demais terras pertencentes aos Marqueses de Vila Real, a Campeã passou em [[1641]] para a posse da Coroa, quando o Marquês e o seu herdeiro foram executados sob acusação de conjura contra [[D. João IV]]. Em [[1654]], passou a integrar o património da recém-criada [[Casa do Infantado|Sereníssima Casa do Infantado]], situação que se manteve até à extinção desta, aquando das reformas do Liberalismo ([[1836]]). Com estas, a região da Campeã passou a pertencer ao antigo concelho de [[Ermelo (Mondim de Basto)|Ermelo]], tendo sido de novo transferida para o de Vila Real pelo decreto de [[31 de Dezembro]] de [[1853]] que extinguiu aquele.
 
Após as primeiras reformas administrativas do Liberalismo ([[1836]]), a região da Campeã passou a pertencer ao antigo concelho de [[Ermelo (Mondim de Basto)|Ermelo]], tendo sido transferida para o de Vila Real pelo decreto de [[31 de Dezembro]] de [[1853]] que extinguiu aquele.
 
 
=={{Ligações externas}}==
3 248

edições