Abrir menu principal

Alterações

10 bytes removidos ,  20h09min de 15 de agosto de 2009
sem resumo de edição
'''Eficiência''' ou '''ó(p)timo de Pareto''' é um conceito de [[economia]] desenvolvido pelo [[Itália|italiano]] [[Vilfredo Pareto]].
 
Uma situação económica é ótima no sentido de Pareto se não for possível melhorar a situação, ou, mais genericamente, a utilidade de um agente sem degradar a situação ou utilidade de qualquer outro agente econômico. Existem 3 condições que necessitam de ser preenchidas para que uma economia possa ser considerada Pareto Eficiente:<br>
Eficiência nas trocas - o que é produzido numa economia é distribuído de forma eficiente pelos agentes económicos, possibilitando que não sejam necessárias mais trocas entre indivíduos, isto é a [[taxa marginal de substituição]] é mesma para todos os indivíduos;<br>
Eficiência na produção - quando não é possível produzir mais de um tipo de bens sem reduzir a produção de outros, isto é, quando a economia se encontra sobre a sua [[curva de possibilidade de produção]];<br>
Eficiência no mix de produtos - os bens produzidos numa economia devem reflectir as preferências dos agentes económicoseconômicos dessa economia. A taxa marginal de substituição deve ser igual à taxa marginal de transformação. Um sistema de preços de concorrência perfeita permite satisfazer esta condição.<br>
Numa estrutura ou modelo económicoeconômico podem coexistir diversos ótimos de Pareto. Um ótimo de Pareto não tem necessariamente um aspecto socialmente benéfico ou aceitável. Por exemplo, a concentração de rendimento ou recursos num único agente pode ser ótima no sentido de Pareto.
 
== {{Ligações internas}} ==
Utilizador anónimo