Diferenças entre edições de "Villa Medicea di Cerreto Guidi"

Sem alteração do tamanho ,  23h21min de 21 de agosto de 2009
m
correção
(clean up, Replaced: [[Image: → [[Imagem: (3))
m (correção)
A construção no local seria seguida pelo arquitecto [[David Fortuni]], antigo assistente de [[Tribolo]], o qual passou o testemunho a [[Alfonso Parigi o Velho]], em [[1575]], que presumivelmente completou o edifício. Uma nota do mesmo Alfonso faz pensar em Buontalenti que "passa o testemunho" ao novo arquitecto, pelo que a hipótese de estarmos perante um projecto buontalentiano é ainda a mais consensual. A distribuição original dos espaços internos da villa subentendia as possíveis funções militares, com salas com os tectos baixos e ambientes para alojar os cavalos e outros animais.
 
A villa foi usada frequentemente em todas as estações, quer para batidas de caça, quer como ponto de estadia nas ferquentesfrequentes deslocações entre Florença e [[Pisa]] ou [[Livorno]]. No dia [[15 de Julho]] de [[1576]] ocorreu na villa o brutal assassínio de [[Isabel de Médici]] por obra do seu marido [[Paolo Giordano I Orsini]], talvez ajudado por um ou mais assassinos. A dama foi morta por estrangulamento como punição pela sua infidelidade. Na época, a villa pertencia a [[Dom Giovanni de Médici]], irmão de Isabel, o qual à sua morte deixou a ([[1621]]) deixou a propriedade ao sobrinho [[Lourenço de Médici (1599-1648)|Dom Lourenço de Médici]]. Depois do falecimento de Dom Lourenço, que não teve filhos, a villa passou para o seu irmão, o Grão-duque [[Cosme II de Médici|Cosme II]], que a deu ao seu filho, o Cardeal [[Leopoldo de Médici]] ([[1671]]).
 
[[Imagem:Giuseppe zocchi, villa di cerreto guidi.jpg|thumb|300px|A [[Villa Medicea di Cerreto Guidi]] numa gravura de Giuseppe Zocchi, ([[1744]]).]]