Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho, 01h50min de 30 de agosto de 2009
m
Checkwiki: limpeza de sintaxe utilizando AWB
[[ImagemFicheiro:Johann Christian Bach.jpeg|right|thumb|245px|Johann Christian Bach, retratado por Thomas Gaingsborouhg em 1776]]
{{Predefinição:Música Erudita}}
'''Johann Christian Bach''' ([[Leipzig]], [[5 de setembro]] de [[1735]] - [[Londres]], [[1 de janeiro]] de [[1782]]) foi um compositor alemão, o filho mais jovem de [[Johann Sebastian Bach]]. Compôs numerosos trabalhos orquestrais e de câmara, além de várias [[ópera]]s. Viveu um bom tempo de sua vida na [[Inglaterra]], motivo pelo qual ficou conhecido como "Bach Londrino" ou ''o Bach Inglês''.
 
Johann Christian foi designado Mestre de Música da rainha e seus deveres incluíam ministrar aulas de música a ela e seus filhos e acompanhar o Rei Jorge III ao piano, enquanto o rei tocava flauta. Os concertos de Johann Christian promovidos em ''Hanover Square'', em parceria com [[Karl Friedrich Abel]] logo se tornaram os mais populares dos entretenimentos públicos, pagos. Os músicos mais famosos daquele período, como o violoncelista italiano [[Giovanni Battista Cirri]], participaram desses concertos e muitas das obras de [[Haydn]] tiveram no mesmo local sua estréia na Inglaterra.
 
=== Dados adicionais e a amizade com Mozart===
Em [[Londres]], em 1764, J. C. Bach fez amizade com o jovem [[Wolfgang Amadeus Mozart]], que estava visitando a cidade como parte do roteiro de infindáveis apresentações arranjadas por seu pai, [[Leopold Mozart]], realizadas com o objetivo de exibir a criança prodígio. Muitos especialistas consideram que J. C. Bach foi uma das mais importantes influências sobre Mozart, que com ele aprendeu a utilizar em sua música uma brilhante e atraente textura. Esta influência pode ser percebida na abertura da sonata para piano em si bemol, KV 315c de 1783–17841783–1784, que está muito próxima de duas sonatas de J. C. Bach que Mozart conhecia e indiretamente, de uma tentativa anterior numa sonata de J. C. Bach (sonata para piano em Dó menor, Op. 5 nº 6) para combinar o estilo ''galante'' de seus dias com música [[fuga]]l.
 
Johann Christian Bach faleceu pobre, no primeiro dia de 1782, e foi enterrado numa sepultura para indigentes, não identificada, na Igreja St Pancras Old com o sobrenome sendo grafado errado no registro do enterro como Back.
 
==Avaliação póstuma==
Embora a fama de J. C. Bach tivesse declinado nas décadas após sua morte, sua música ainda era apresentada nos concertos de Londres com alguma regularidade, freqüentemente junto com as obras de Haydn . O século XIX viu nascer a pesquisa acadêmica sobre a obra e a vida do pai de Johann Christian, mas freqüentemente isso levou à exaltação da música de J. S. Bach em prejuízo da de seus filhos. Phillip Spitta escreveu, no fim da biografia de sua autoria a respeito de J. S. Bach, que ''foi especialmente nos filhos de Bach que vemos os sinais da decadência daquele poder que culminou em Sebastian depois de séculos de desenvolvimento''. (Spitta, Vol. 3, página 278). E o primeiro biógrafo de J. S. Bach, [[Johann Nikolaus Forkel]], escreveu especificamente sobre Christian que: ''O espírito original de Bach ... não pode ser encontrado em nenhuma de suas obras'' (''New Bach Reader'', página 458). Apenas no século XX foi que os eruditos e o mundo musical começaram a entender que os filhos de Bach tinham o direito de compor num estilo diferente do de seu pai sem que, com isso, seus idiomas musicais fossem inferiores ou sem qualidade, e que compositores como Johann Christian passaram a ser vistos com um interesse renovado.
 
Johann Christian foi um dos primeiros compositores a dar preferência ao recém desenvolvido [[pianoforte]] em detrimento dos antigos [[Instrumento de teclas|instrumentos de teclas]], como o [[cravo]]. As primeiras músicas criadas por Johann Christiam trazem a influência de seu irmão mais velho, [[Carl Philipp Emanuel Bach]], enquanto que seu período intermediário, passado na Itália, foi influenciado por [[Giuseppe Sammartini]].
Apenas a título de comparação, o compositor às vezes identificado como "o pai da sinfonia", [[Joseph Haydn]], compôs pouco mais de cem. A maioria dessas não podem ser comparadas com as obras de Johann Christian Bach nessa categoria, pois a maioria de suas obras são mais próximas ao estilo italiano de sinfonia do que ao modelo sinfônico do classicismo tardio no seu desenvolvimento mais pleno, como encontrado nos últimos trabalhos de Haydn e de Mozart. Usando o tempo de execução como um meio grosseiro de comparação, considere-se por exemplo, a execução de uma das melhores sinfonais de Johann Christian, a ''Sinfonia em Sol menor, Op. 6, nº 6'' que leva de 12 a 14 minutos enquanto que a ''Sinfonia nº 94'', ''Surpresa'', de Haydn pode durar até mais de 24 minutos.
 
É claro que o ouvinte das sinfonias de J. C. Bach deve chegar a elas com uma perspectiva diferente da que provavelmente tem para com as sinfonias de Haydn ou Mozart. De uma maneira geral, as salas de concerto estão sempre repletas da música de Haydn e raramente, se é que alguma vez, se escuta J. C. Bach, o que talvez tenha menos que ver com a qualidade relativa, uma vez que a música do passado é completa em si mesma e digna de ser escutada, do que com as posições históricas relativas para com a sinfonia do classicismo. Mas a música de J. C. Bach tem sido cada vez mais reconhecida por sua alta qualidade e valor. Aos poucos as gravadoras comerciais vão redescobrindo esse compositor. Atualmente já existem diversas gravações de algumas de suas obras e uma gravação integral, composta de 22 [[CD]]s, para o selo [[CPO]] da obra orquestral de Johann Christian Bach além da publicação de suas obras.<ref>Ver o verbete,em inglês ''[[:en:Collected Works of Johann Christian Bach|Obras Reunidas de Johann Christian Bach]]'' (N.T.)</ref>.
 
=={{Ver também}}==
* [[Família Bach]]
 
==Generalidades==
 
==Leitura complementar==
* <!--WARBURTON, Ernest, '"Johann Christian Bach'" em--> WOLFF, Christoph ''et. al.'', '''The New Grove Bach Family''', New York: Norton, 1983 (ISBN 0-393-30088-9), pp. &nbsp;315ff..
* SPITTA, Philipp, '''Johann Sebastian Bach''', tradução Bell Clara & Fuller-Maitland, J.A., NY: Dover, 1951 (reimpressão da edição de 1889).
* Wolff, Christoph, '''The New Bach Reader''', New York: Norton, 1998.
 
=={{Ligações externas}}==
*{{IckingArchive|idx=J.C.Bach|name=Johann Christian Bach}}
* {{IMSLP|id=Bach%2C_Johann_Christian|cname=Johann Christian Bach}}
 
{{ref-section|Notas}}
 
{{DEFAULTSORT:Bach, Johann Christian}}
[[Categoria:Compositores da Alemanha]]
55 354

edições