Diferenças entre edições de "Santa Casa da Misericórdia do Porto"

Sem alteração do tamanho ,  14h03min de 30 de agosto de 2009
sem resumo de edição
A '''Santa Casa da Misericórdia do Porto''' é uma instituição particular de solidariedade social fundada na cidade do [[Porto]] em [[14 de Março]] de [[1499]] e integrada no movimento secular das [[Santa Casa de Misericórdia|Santas Casas da Misericórdia]]. Constituída na ordem jurídica canónica da [[Igreja Católica Romana|Igreja Católica]], a Misericórdia do Porto define-se como uma instituição de caridade e assistência social, de fins filantrópicos e de utilidade pública. No contexto religioso é uma associação de fiéis com o objectivo de satisfazer as carências sociais e praticar actos de culto católico, de harmonia com o seu espírito tradicional, enformado pelos princípios da doutrina e moral cristãs. Na sua vertente assistencial, exerce acção directa no apoio à terceira-idade, saúde, deficiência, pobreza e exclusão social, habitação, cultura, ensino, formação profissional e lazer.
O seu extenso património e o poder granjeado na sociedade portuense, faz com que a sua liderança seja sempre disputada selvaticamente, muito para além das regras éticas e de moral cristã que a Misericórdia apregoa. Razão tinha o antigo Arcebispo Primaz de Braga, que ao referir-se às misericórdias afirmou que de Santas elas só o tem o nome. De facto a Santa Casa da Misericórdia do Porto, sofre do mesmo cancro que atormenta todas as entidades que gerem muito dinheiro, a sede de poder.
 
{{esboço}}
[[Categoria:Instituições]]
[[Categoria:Organizações da Igreja Católica]]
O seu extenso património e o poder granjeado na sociedade portuense, faz com que a sua liderança seja sempre disputada selvaticamente, muito para além das regras éticas e de moral cristã que a Misericórdia apregoa. Razão tinha o antigo Arcebispo Primaz de Braga, que ao referir-se às misericórdias afirmou que de Santas elas só o tem o nome. De facto a Santa Casa da Misericórdia do Porto, sofre do mesmo cancro que atormenta todas as entidades que gerem muito dinheiro, a sede de poder.
Utilizador anónimo